Canvas: criando um modelo de negócio

por Americanas Marketplace

19 de agosto de 2021

O Canvas (Business Model Canvas) é uma forma facilitada de se criar um modelo de negócio e começar a empreender. Veja como!

Está pensando em abrir um negócio ou reestruturar o que você já tem? Então, você precisa conhecer o Canvas, um modelo de estruturação de negócios super eficiente, prático e muito visual. E o melhor: você pode usá-lo para planejar qualquer tipo de negócio!

O Canvas vai te ajudar a definir, visualizar e relacionar os principais pontos da sua empresa. Essa metodologia torna todo o processo de estruturar um negócio mais intuitivo, destrinchado.

No artigo de hoje, você vai entender o que é o Canvas, como ele funciona e de que forma você pode aplicá-lo para abrir a sua loja!

Business Model Canvas: saiba como estruturá-lo

Com esta ferramenta, você terá uma visão mais ampla da empresa, desde seus objetivos principais até o segmento em que ela está inclusa. Sua proposta é trazer todos os pilares de análise da proposta da nova empresa em um quadro descentralizado e de forma dinâmica.

E para colocá-lo em prática, você tem algumas opções. Na internet, você encontra algumas ferramentas on-line e gratuitas, como Sebrae, BM Fiddle, Canvas em PPT para Preencher ou Canvanizer. Ou você pode utilizar uma lousa, post-its, folhas de papel… 

Independentemente do caminho escolhido, a estrutura será sempre a mesma. O Canvas é dividido em 9 campos, que devem ser preenchidos após uma análise profunda de cada um:

  1. Parcerias-chave: quem são seus parceiros-chave? Aqui, entram fornecedores de produtos, ferramentas, recursos… Nesta etapa você entenderá de quem a sua empresa vai depender.
  1. Atividade-chave: aqui, você vai destrinchar o que a sua empresa faz. Quais atividades são fundamentais para que seu negócio se sustente? O que você entregará aos clientes?
  1. Recurso-chave: nesta etapa, você vai definir o que deve ser providenciado para que a empresa seja lançada. Trabalhe com quatro pilares: recursos físicos, intelectuais, humanos e financeiros.
  1. Estrutura de custos: relacione todos os custos que o negócio terá, desde sua implementação até o cotidiano operacional. Pense nos custos de produção, operação, fixos, variáveis, economia de escala e de escopo.
  1. Proposta de valor: o que a sua empresa vai propor e levar de interessante ao mercado? Entender qual necessidade o negócio será capaz de solucionar e quais vantagens o seu negócio vai entregar ao consumidor podem te ajudar a chegar a uma resposta.
  1. Relacionamento: defina como sua empresa fará contato com os clientes. Pense no que o consumidor do seu negócio espera em relação ao seu posicionamento e defina como deve ser essa abordagem e contato.
  1. Canais: agora, pense nos canais pelos quais você vai realizar este contato. Lembre-se que eles devem ser usados não só para captar mais clientes, mas também para fidelizá-los. Estudar onde o seu público está vai ajudar a definir este tópico.
  1. Segmento de clientes: quem são seus clientes? Para quem você está criando um negócio e quem você pretende atender com ele? Esta etapa é muito importante porque vai ajudar a definir comunicação, canais, relacionamento… Afinal, um público bem definido que vai se mostrar interessado no seu produto. 
  1. Fontes de receitas: considere todas as possibilidades de entrada de capital. Avalie o que é realmente interessante ao seu negócio, analisando o impacto positivo que essa fonte de receita traria. Não deixe de relacionar a expectativa de ganho de cada uma delas.

Visualmente, o quadro do Canvas fica assim:

canvas - business model - modelo

Sales Model Canvas: vá além e desdobre o seu modelo de negócios

Agora que você já estruturou o seu modelo de negócio, você pode trabalhar em um Canvas totalmente dedicado às suas vendas. Isso mesmo! Existe um modelo que você vai te ajudar a planejar o quanto e como você deseja vender no seu negócio.

Ele vai auxiliar na criação de processos de vendas eficientes e orientados ao cliente, permitindo traçar planos de ação, tornando o time de vendas mais eficiente.

Desta vez, o mapa visual estará dividido em sete blocos, com quatro etapas:

canvas - business model - vendas

Veja como preencher cada um deles:

  1. Objetivo: qual é o grande objetivo dessa etapa do seu processo de vendas?
  1. Validação: quais são as confirmações que o vendedor precisa ter para avançar com a oportunidade? Algumas validações comuns são: confirmar o orçamento, validar autoridade, necessidade do cliente e urgência.
  1. Ferramentas: quais modelos, softwares e outras ferramentas são utilizados nas diferentes etapas do processo? Algumas opções: CRM, telefone, template de email ou template de apresentação comercial.
  1. Tempo de estagnação: quanto tempo uma oportunidade pode ficar dentro de uma etapa antes de ficar estagnada? Analise o esforço necessário da etapa e o que o prospect precisa fazer internamente para avançar. 
  1. Motivo de descarte: motivos de descarte justificam o que fez a oportunidade ser perdida e retroalimenta a empresa a saber como reagir à concorrência, analisar necessidades de produtos e criar planos de ação para contornar as principais objeções.
  1. Taxa de conversão: qual a taxa de conversão desta etapa? Essa informação é fundamental para estimar o esforço necessário para bater a meta.
  1. Meta de avanço: esta etapa é calculada sempre de trás para frente, usando como base o número de vendas necessárias para atingi-la.

Trabalhar com o Canvas te permite criar um modelo de negócios e vendas fácil de trabalhar, de corrigir – se necessário – e, principalmente, muito visual. E isso facilita o entendimento de todo o processo.

Agora que você já sabe como fazê-lo, pode aplicá-lo ao seu negócio e começar a sua nova loja com o pé direito!

Leia também:

MVP: como criar um modelo de planejamento para vender na internet

Benchmarking: o que é e como aplicá-lo no seu negócio

Submarino: conheça uma das pioneiras do e-commerce no Brasil

Americanas Marketplace

Somos a plataforma para você vender seus produtos nas principais lojas virtuais do país: Americanas, Submarino, Shoptime e Americanas Empresas. Aqui seu negócio vai mais longe!

veja ainda:

grocery - destaque

O que é grocery e como vender na categoria?

A categoria de grocery concentra as vendas de alimentos e bebidas pela internet. Mas a venda destes itens requer atenção […]

coisas para revender - destaque

9 coisas para revender e ganhar dinheiro

Conheça algumas opções de coisas para revender e ter um negócio ainda mais lucrativo  Que existe uma série de coisas […]

vender produtos de limpeza - destaque

7 dicas para você vender produtos de limpeza

Tudo que você precisa saber para vender produtos de limpeza na internet  Comprar online já faz parte da rotina de […]