Como criar uma marca para o seu negócio em 8 passos

por Americanas Marketplace

18 de janeiro de 2021

Criar uma marca vai além de nome e logo: ela carrega toda a identidade da sua empresa e deve traduzir isso para o mercado. 

O cliente está cada vez mais exigente e, muitas vezes, busca mais do que um produto, ele também procura uma experiência e uma marca que carreguem valores e crenças com as quais ele possa se identificar. Por isso, o processo de criação de marca é tão complexo. 

Dar os primeiros passos para criar a sua própria marca envolve diversas questões importantes, que vão além de escolher os produtos, o nome e um logo para ela. E caso você deixe alguns pontos de lado, eles podem acabar fazendo falta na hora de desenvolver melhor a sua empresa. 

A marca é a identidade de um negócio e deve refletir no mercado toda a sua essência e os seus valores. Para que isso aconteça, existem alguns passos essenciais para criar uma marca. Confira: 

1 – Conheça o seu público e os seus concorrentes 

Fazer uma boa pesquisa de mercado é o primeiro passo! 

Descubra quem é o seu público-alvo e conheça muito bem suas preferências, costumes e comportamentos durante as compras. Isso será essencial para saber exatamente como impactá-lo. 

Além do público, você também deve conhecer muito bem os seus concorrentes. O que os outros negócios do seu segmento estão fazendo? Como eles chegam até o público? Pesquise os seus concorrentes diretos e indiretos e entenda o que você pode fazer para se diferenciar deles. 

2 – Defina a sua personalidade

A personalidade de uma marca é o conjunto das características que fazem ela ser única, como o seu tom de voz, identidade, valores e propósito. 

Definir a sua personalidade é extremamente importante para unificar a forma como a marca se comunica. Todos os seus colaboradores devem saber muito bem “quem é” a sua marca para garantir que os consumidores também entendam isso claramente. 

3 – Escolha o foco do seu negócio 

No que a sua marca irá focar? O que você quer passar para o seu público? Esse posicionamento reflete o diferencial da sua marca e deve estar bem claro tanto internamente, quanto para o seus consumidores. 

Com a personalidade e o posicionamento da sua marca definidos, você assegura que ela irá se posicionar no mercado da maneira exata que você busca. 

4 – Escolha um nome 

Tudo o que você entendeu e aprendeu sobre a sua marca até aqui, como personalidade, posicionamento e público, será combinado para a criação do nome dela. 

O nome carrega a identidade da sua marca, então, ao criá-lo, você pode experimentar algumas possibilidades, como: combinar palavras, usar abreviações, criar uma nova palavra ou até fazer alguma associação aos seus produtos. Tudo isso sempre tendo em mente o impacto que esse nome irá trazer para o seu público e para o seu negócio. 

Ao escolher um nome, não esqueça de verificar se ele já não existe e de registrar a sua marca no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), essa é a única forma de protegê-la de ser copiada. 

criar uma marca - interna

5 – Crie um slogan

O slogan é uma frase curta e direta que posiciona a sua marca rapidamente e passa a principal mensagem do seu negócio. 

Apesar de não ser obrigatório, o slogan pode ser um elemento fácil e bastante atrativo para você incluir nas suas comunicações. Então, se você escolher criar um, aposte em uma frase que passe o lema da sua marca e cause um impacto positivo no seu público. 

6 – Defina a sua aparência 

Chegou o momento de pensar no visual da sua marca. Comece estabelecendo cada elemento que será aplicado na sua identidade visual, como as cores, fontes, formas e símbolos. São esses detalhes que irão ficar na cabeça dos seus consumidores, facilitando a lembrança da sua marca e diferenciando-a dos concorrentes. 

Além disso, com uma identidade visual bem definida, fica mais fácil aplicá-la em todas as suas comunicações, criações, site e canais de venda, unificando a aparência de tudo que está relacionado a sua marca. 

7 – Crie um logo 

Que tipo de mensagem você quer passar? Essa é a primeira pergunta a se fazer antes de definir o seu logotipo, pois assim como a identidade visual, o logo irá facilitar que o público se lembre da sua marca. 

O logo funciona como o rosto da sua marca, por isso, pense em algo que represente bem o seu negócio. Além disso, leve em consideração os lugares onde esse logo será aplicado e pense em algumas variações de tamanho para trazer uma maior flexibilidade de uso. 

8 – Formalize o seu negócio

Com todos esses pontos definidos, chegou a hora de colocar a marca em ação! 

Criar um CNPJ é um passo importante para formalizar a sua empresa. Além de abrir algumas portas no mercado, ter um CNPJ pode te trazer alguns benefícios bem legais no trabalho. 

Neste texto, nós trazemos algumas vantagens de profissionalizar o seu negócio criando um CNPJ MEI. 

Agora que você já tem todas as ferramentas estabelecidas, comece a desenvolver a sua marca, faça ela ser vista e crie um relacionamento com o seu público. Tudo isso fará a sua marca crescer cada vez mais e facilitará o seu progresso ao longo dos anos. 

Leia também:

6 dicas para criar anúncios de venda para os seus produtos

Early Adopters: quem são e como as marcas podem conquistar esse público?

Branding e marketplace: como aproximar sua marca dos consumidores

Americanas Marketplace

Somos a plataforma para você vender seus produtos nas principais lojas virtuais do país: Americanas, Submarino, Shoptime e Americanas Empresas. Aqui seu negócio vai mais longe!

veja ainda:

iso 27001 - destaque

O que é a norma ISO 27001 e como implementar?

A norma ISO 27001: entenda seu papel na gestão da segurança da informação e saiba como implementar um sistema eficaz […]

cnae

CNAE: o que é e como incluir uma atividade econômica no CNPJ

CNAE: o que é e como incluir atividade econômica no seu CNPJ A CNAE é um padrão nacional para identificar […]

contrato de compra e venda - destaque

Contrato de compra e venda: como funciona e quais as garantias?

Conheça o contrato de compra e venda e saiba quando e como usá-lo em suas negociações O contrato de compra e […]