O que é gestão empresarial?

por Americanas Marketplace

20 de março de 2023

Entenda o que é gestão empresarial e qual a importância desse processo para o crescimento do seu negócio 

A gestão empresarial é um quesito que irá nortear o desenvolvimento do seu negócio, independentemente do tamanho dele, fazendo com que sua empresa cresça e alcance os resultados desejados. 

Administrar uma empresa, mesmo que pequena, e garantir o seu crescimento sustentável não é uma tarefa simples. É preciso ter atenção tanto aos detalhes internos do negócio e as necessidades para garantir o seu funcionamento – como algumas complexidades fiscais e cargas tributárias –, quanto ao cenário econômico que pode impactar de forma positiva ou negativa o seu negócio. 

Continue lendo para entender exatamente o que é a gestão empresarial, a importância desse processo para o desenvolvimento do seu negócio e como você deve aplicar isso à sua empresa. 

O que é gestão empresarial?

O termo gestão empresarial se refere a todo o processo estratégico de administrar uma empresa para que o negócio opere de forma cada vez mais eficiente, obtendo melhores resultados e atingindo suas metas. 

Assim, a gestão empresarial envolve um conhecimento profundo sobre a empresa e uma série de técnicas e habilidades para garantir que o negócio desempenhe melhor de ponta a ponta.

Lembrando que a gestão empresarial abrange todas as áreas da empresa, desde o financeiro e o comercial, até as áreas de recursos humanos e marketing. Afinal, para garantir o avanço da organização, todos os setores devem estar de acordo e trabalhando com foco no mesmo objetivo. 

A gestão empresarial traz diferentes benefícios para o negócio, como o aumento de produtividade, redução de custos, desenvolvimento dos funcionários e a melhora na qualidade dos produtos ou serviços oferecidos pela empresa. Com todos esses ganhos internos, a empresa consegue crescer de forma mais ágil e sustentável, maximizando os ganhos e garantindo clientes mais satisfeitos. 

Qual a importância da gestão empresarial? 

Você sabia que uma em cada cinco empresas fecham as portas em menos de um ano de operação no Brasil? 

Esse dado do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) reforça a necessidade de se preparar e ter um bom planejamento antes de abrir um negócio. Ainda mais quando consideramos que a gestão financeira – que é um dos pilares da gestão empresarial – feita de maneira incorreta, é um dos principais motivos do fechamento de micro e pequenas empresas.

Por isso, adotar boas práticas de gestão empresarial desde o início da sua jornada empreendedora é essencial. Dessa forma, você garante um desenvolvimento a longo prazo e um crescimento saudável, utilizando estratégias mais eficientes para cuidar dos seus processos operacionais e, principalmente, da saúde financeira da sua empresa. 

Diferentes tipos de gestão empresarial

Agora que você já entendeu o que é a gestão empresarial e qual o papel desse processo no seu negócio, é importante que você conheça os diferentes modelos de gestão empresarial. Assim, você pode definir qual se alinha melhor ao seu negócio. Confira:

Cadeia de valor

A cadeia de valor é um modelo de gestão empresarial que tem o objetivo de organizar e gerenciar todos os processos da sua cadeia produtiva a fim de gerar valor aos clientes que compram no seu negócio.

Criada por Michael Eugene Porter, um professor de Harvard, a cadeia de valor analisa todas as atividades e processos realizados em um negócio para agregar valor ao produto ou serviço oferecido, oferecendo um bom custo-benefício aos consumidores e ganhando destaque frente aos seus concorrentes. 

Ciclo de inovação

O ciclo de inovação é um tipo de gestão empresarial que, como o próprio nome já diz, foca em processos inovadores e na introdução de tecnologias ou soluções diferenciadas para garantir uma gestão aprimorada e otimizada. 

Dessa forma, o modelo foca em mudar os processos internos, implementando métodos inovadores, a fim de melhorar os produtos ou serviços oferecidos pela empresa para aumentar a sua competitividade no mercado, fazendo com que o seu negócio saia na frente da concorrência. 

Ciclo de Deming

O Ciclo de Deming, também bastante conhecido como Ciclo PDCA, é outro modelo de gestão empresarial que, por sua vez, foca na melhoria contínua dos processos de um negócio. 

Criado pelo professor americano William Edwards Deming, o modelo prevê que as empresas se mantenham em constante evolução por meio de um processo cíclico que é composto por quatro etapas:  Plan (planejar), Do (fazer), Check (verificar), Act (agir). 

Assim, o Ciclo de Deming ou Ciclo PDCA torna a tomada de decisões mais simples e ágeis, tornando o processo de gestão empresarial mais eficiente. 

Centralizadora

A gestão centralizadora é aquela que centraliza os processos de gestão empresarial em apenas um profissional ou uma só equipe. Assim, todas as decisões do negócio, independentemente da área, e o gerenciamento dos processos ficam nas mãos de um time ou uma pessoa específica. 

Por conta da responsabilidade e atenção que esse modelo exige, ele é mais indicado para micros e pequenas empresas, que podem contar com processos mais simples e uma gestão mais ágil. 

Democrática

Já a gestão democrática envolve todos os seus colaboradores nas decisões referentes à gestão empresarial, dependendo dessas diferentes opiniões e feedbacks para aprimorar os processos.

Diferente da gestão centralizadora, esse tipo incentiva a participação dos colaboradores e reforça o engajamento deles no negócio, fazendo com que eles se sintam valorizados pela empresa. 

Foco em resultados

A gestão com foco em resultados é orientada pelo cumprimento de metas da empresa, dando menos prioridade para os processos necessários para que os objetivos sejam alcançados. 

Ao aplicar esse modelo de gestão com esse olhar focado nos resultados, é preciso ter atenção, pois muitos processos acabam ficando de lado, o que exige uma organização ainda maior das equipes para evitar futuros problemas. 

Foco em processos

Diferentemente do modelo anterior, o modelo de gestão empresarial com foco em processos garante a otimização e o aperfeiçoamento dos processos de um negócio, a fim de acabar com etapas burocráticas, melhorar o desempenho das equipes e garantir produtos ou serviços melhores. 

Dessa forma, toda a organização trabalha de forma mais estratégica e visando uma melhoria contínua dos processos organizacionais. 

Como aplicar uma boa gestão empresarial no seu negócio

Depois de conhecer os diferentes tipos de gestão empresarial existentes, você deve estar se perguntando: como eu aplico tudo isso ao meu negócio? Bom, nós estamos aqui para te ajudar exatamente nisso, e separamos um passo a passo completo para que você aplique uma boa gestão empresarial na sua organização. 

1 – Entenda o seu negócio e planeje-se

O primeiro passo para realizar uma boa gestão empresarial é compreender o seu negócio de ponta a ponta. O que o seu negócio deseja acrescentar ao mercado? Quais são as suas metas e objetivos? Como ele planeja alcançar isso? 

Como falamos no início, a gestão empresarial envolve todos os processos de um negócio. Sendo assim, essa primeira etapa não seria diferente: você deve conhecer todos os processos da empresa, desde a parte operacional, até o comercial e recursos humanos.

Com essas informações e as metas e objetivos da empresa bem determinados, você pode começar a planejar os seus próximos passos para garantir que a empresa obtenha resultados cada vez melhores, otimizando custos e processos. 

2 – Determine os seus indicadores de desempenho

Para garantir uma boa gestão empresarial, você deve avaliar os seus processos e garantir que tudo está andando no caminho certo, e os indicadores de desempenho têm exatamente esse papel. 

Também conhecido como KPIs (Key Performance Indicators ou Indicadores-Chave de Desempenho, em português), esses indicadores são formas de medir e analisar se as iniciativas da sua empresa estão fazendo com que ela chegue perto de seu objetivo maior. 

Com eles, é possível tomar decisões mais assertivas e entender o que está funcionando na sua empresa e o que não está – seja um profissional, uma estratégia ou processo como um todo -, possibilitando que você tenha mais agilidade para realizar melhorias. 

Os indicadores de desempenho são instrumentos valiosos para a gestão empresarial, uma vez que, você pode medir fatores como produtividade, lucratividade, qualidade dos produtos ou serviços e até a eficiência da sua empresa. 

3 – Use a tecnologia ao seu favor

A digitalização dos processos permitiu o surgimento de tecnologias que impulsionam o trabalho e o dia a dia das empresas e facilitam a gestão empresarial. 

Hoje, existem diferentes sistemas de gestão empresarial que possibilitam que você otimize os processos operacionais e centralize suas informações, facilitando o controle das diferentes etapas do negócio e a melhoria contínua. 

Esse é o caso dos sistemas conhecidos como ERP (Enterprise Resource Planning ou Sistema Integrado de Gestão Empresarial, em português), que atendem negócios de diferentes tamanhos e segmentos, conectando várias áreas de um mesmo negócio e unificando as informações em um único sistema.

Um dos grandes benefícios dessas tecnologias é que muitos desses sistemas ainda oferecem relatórios e análises detalhadas sobre o desempenho do negócio, facilitando uma gestão mais estratégica da operação. 

gestão empresarial - interna

4 – Foco nas pessoas que fazem a sua empresa

O desempenho da sua empresa depende completamente das pessoas que fazem parte dela, sendo assim, uma boa gestão empresarial também irá depender da sua gestão de pessoas. 

Manter uma comunicação clara e honesta com os seus colaboradores será primordial para garantir o desenvolvimento do seu negócio. Com times alinhados, engajados e preparados para desempenhar suas funções, você otimiza o fluxo de trabalho e a sua operação alcança as metas e objetivos ainda mais rápido. 

Metodologias e ferramentas para gestão empresarial

Para garantir uma boa gestão empresarial, você também pode utilizar algumas ferramentas administrativas e metodologias para impulsionar o dia a dia da sua operação e garantir resultados cada vez melhores. 

Conheça algumas ferramentas e metodologias que podem aprimorar a sua gestão empresarial: 

Metodologia 5W2H

A metodologia 5W2H foi desenvolvida com o objetivo de otimizar o tempo de produção das operações mantendo a qualidade final, sendo ideal para orientar os seus processos de gestão empresarial de forma objetiva. 

O nome 5W2H faz referências às sete perguntas que compõem essa metodologia e formam uma checklist de tarefas e prazos que devem ser concretizados. 

1. What: o que?

Ou seja, qual projeto ou plano você quer colocar em ação?

2. Why: por que?

Por que esse processo ou plano deve ser feito?

3. Where: onde?

Onde isso será feito?

4.Who: quem?

Quem serão os responsáveis? 

5. When: quando?

Quando que esse projeto deverá entrar em ação ou ser entregue?

6. How: como?

Como que o plano será executado?

7. How much: quanto?

Quanto esse plano irá custar ou quantos processos serão realizados para que ele seja cumprido? 

Análise SWOT

A análise SWOT é uma metodologia de planejamento estratégico para a gestão de projetos que também pode ser utilizada para uma boa gestão empresarial, uma vez que, ela analisa diversos cenários para a tomada de decisão, sendo capaz de tornar o processo de tomada de decisão ainda mais assertivo. 

Essa metodologia faz uma análise de dois cenários: o ambiente interno e o ambiente externo, e dentro de cada um deles existem diferentes fatores, como as forças e fraquezas do negócio e as oportunidades e ameaças. Entenda cada um deles: 

Ambiente interno

Dentro do ambiente interno, você tem controle sobre todos os fatores que impactam o seu negócio, que são as suas forças, ou seja, as vantagens competitivas da sua empresa frente aos concorrentes ou tudo aquilo que leva os clientes a escolherem o seu negócio, e as suas fraquezas, que são aqueles pontos que impactam negativamente a sua empresa e levam os consumidores a comprarem na concorrência. 

Ambiente externo

São os fatores que fogem do seu controle e, por isso, pedem que você esteja sempre atento ao mercado. Dentro do ambiente externo temos as oportunidades, que são as forças externas da sua empresa, que impulsionam seus resultados e atraem novos clientes; e as ameaças, que são as forças externas que influenciam negativamente o seu negócio, como fatores que podem prejudicar seus resultados. 

Metodologia OKR

O termo OKR significa “Objectives and Key Results”, que traduzindo para o português significa “Objetivos e Resultados-Chave”. A metodologia foca na definição de metas mensuráveis, garantindo que os objetivos e metas da empresa fiquem claros para todos internamente. 

Dessa forma, os OKRs são grandes aliados da gestão empresarial, uma vez que, promovem um maior engajamento entre a empresa e as suas equipes, garantindo que todos andem na mesma direção e fazendo com que os objetivos do negócio sejam alcançados rapidamente e de forma efetiva. 

Os OKRs ficaram famosos em 1999 quando John Doerr, um dos investidores do Google, apresentou a metodologia e passou a incorporá-la. Assim, o OKR ficou conhecido por ter apoiado o crescimento da empresa.

De modo simplificado, John Doerr estabeleceu a seguinte fórmula para exemplificar a definição de metas pelo OKR: 

“Eu vou”  (Objetivo)  “medido por”  (resultados-chave)    

Nesse caso, os objetivos são os resultados que você espera da sua empresa. Esses objetivos devem ser descritos de forma clara e direta para que todos consigam compreender facilmente. Já os resultados-chave são os desdobramentos dos objetivos listados, ou seja, são metas mensuráveis que estão diretamente relacionadas ao atingimento dos objetivos. 

Kanban

 O Kanban é uma metodologia simples que pode ser um forte aliado da gestão empresarial de empresas menores ou até de uma equipe específica. 

Ele consiste em um método de gestão de projetos e de melhoria do fluxo de produção que utiliza um sistema visual para garantir a eficiência da operação. Por meio da utilização de cartões ou post-its como sinalizadores de cada etapa de um projeto, todos os colaboradores ficam por dentro do que está sendo feito, o que ainda deve ser feito e o que já finalizado. 

Essa visualização geral das etapas de produção permite que todos os envolvidos no projeto consigam se comunicar e planejar os próximos passos de forma mais rápida e eficiente, garantindo resultados melhores e mais rápidos. 

Entendeu a importância da gestão empresarial para o desenvolvimento do seu negócio? Conhecendo bem a sua operação e usando diferentes tecnologias e ferramentas como aliadas, você garante um uma boa gestão, além de um crescimento sustentável para a sua empresa. 

Leia também:

9 coisas para revender e ganhar dinheiro

O que é marketplace e como ele facilita a venda online

Contabilidade: o que é e por que é tão importante para o seu negócio

Americanas Marketplace

Somos a plataforma para você vender seus produtos nas principais lojas virtuais do país: Americanas, Submarino, Shoptime e Americanas Empresas. Aqui seu negócio vai mais longe!

veja ainda:

perfumaria - destaque

Perfumaria: dicas para começar o seu negócio 

O mercado de perfumaria traz boas oportunidades para os lojistas, mas é preciso saber se posicionar corretamente! Veja estas dicas […]

burocracia - destaque

Como lidar com a burocracia das vendas online

Enfrentando os desafios da burocracia ao criar e vender no e-commerce Vender online oferece inúmeras oportunidades para empreendedores, mas também traz […]

zona de conforto - destaque

7 atitudes para tirar o seu negócio da zona de conforto

Ficar na zona de conforto não leva ninguém a outro patamar. Veja como ter um negócio inovador e preparado para […]