7 dicas para vender material de construção

por Americanas Marketplace

18 de julho de 2022

Quer começar a vender material de construção online? Veja como se destacar neste mercado e obter mais resultados no seu negócio

O distanciamento social causado pela pandemia trouxe diversas mudanças para as rotinas dos brasileiros, entre elas, a relação que eles mantêm com seus lares. Afinal, casas e apartamentos acabaram ganhando novas funcionalidades nos últimos anos e deixaram de ser apenas um espaço de descanso e lazer. 

Segundo uma pesquisa do Google, 42% dos brasileiros acreditam que a pandemia mudou a relação que eles tinham com o lar e, com isso, passaram a dar mais valor para suas casas. 

Essa mudança de comportamento fez com que muita gente buscasse fazer mudanças em suas casas, tudo para que esse espaço passasse a atender melhor suas rotinas. De acordo com a McKinsey & Company, em 2021, 22% dos brasileiros planejavam fazer alguma melhoria em suas casas.

E não pense que essa é uma tendência apenas temporária, influenciada pela pandemia e o distanciamento social. Segundo o Google, 57% dos brasileiros querem continuar dando prioridade e investindo em suas casas mesmo após o fim da pandemia. 

Já deu para ver que esse mercado tem muito potencial, não é mesmo? Sendo assim, não faltam oportunidades para você que quer começar a vender material de construção online. Basta ficar atento às tendências e saber adaptar o seu negócio constantemente. 

Para te ajudar, separamos um passo a passo completo e algumas dicas para você ficar por dentro de tudo que é necessário para vender material de construção na internet. Confira: 

1 – Conheça o mercado 

Não foi só a nossa relação com os lares que mudou por conta da pandemia. A forma como os brasileiros consomem se transformou, e o varejo sentiu rapidamente esse impacto. Além da alta demanda – impulsionada pela vontade de adaptar os lares –, muitos consumidores e lojistas migraram para o comércio eletrônico!

Só no primeiro trimestre de 2021, o setor de Casa e Construção ficou em 5º lugar entre as categorias de maior volume de vendas no e-commerce, representando 8,1% do total de pedidos feitos nesse período. (Neotrust)

Já a 45ª edição do relatório Webshoppers mostrou que a categoria de Construção e Ferramentas cresceu 31% em 2021 quando comparado com o resultado de 2020. 

O Market Review: Tendências do E-commerce para 2022, realizado pela Bornlogic e Opinion Box, mostrou que quase 20% dos consumidores brasileiros têm o costume de comprar ferramentas e materiais de construção pela internet. 

Esses resultados mostram o tamanho da oportunidade que o e-commerce traz para os lojistas que desejam vender material de construção. E destacam a importância de você conhecer esse público-alvo da sua loja. Você deve entender as expectativas e dores deles ao realizar essas compras, para atuar de forma mais estratégica no varejo online. 

2 – Escolha o seu canal de vendas 

Você pode vender material de construção em diferentes canais online, então, depois de conhecer o mercado e o seu público, o próximo passo é conhecer todas as plataformas 

disponíveis e entender qual atende melhor às necessidades do seu negócio. 

Ter uma loja virtual própria pode ser uma boa opção se você quer ter um espaço exclusivamente seu, possibilitando que você tenha mais autonomia dentro da plataforma, seja no design ou até na experiência de compra que você oferece. 

Porém, o modelo exige alguns gastos um pouco mais altos, já que você terá que arcar com a contratação da plataforma, com as comissões dos meios de pagamento, o investimento na hospedagem do site, a contratação dos serviços de segurança, entre outros.

Se você tem um investimento mais baixo, os marketplaces podem ser a opção perfeita para você. Essas plataformas disponibilizam seus espaços online para que lojistas de todos os tamanhos e segmentos possam anunciar os seus produtos. E sem cobrar nenhum tipo de mensalidade ou taxa, os vendedores que optam pelo marketplace pagam apenas uma comissão sobre as vendas, ou seja, só pagam quando vendem dentro da plataforma. 

E não para por aí! Os parceiros que vendem em marketplaces também contam com diversas vantagens e soluções para impulsionar as vendas, como publicidade, crédito,  logística e entrega. 

No marketplace da Americanas– que permite que os lojistas vendam nos sites da Americanas, da Americanas Empresas, do Submarino e do Shoptime –, os parceiros ainda têm acesso a uma área exclusiva de capacitação com cursos, aulas e treinamentos que acompanham toda a sua jornada de vendas.

Já imaginou vender material de construção nas maiores marcas da internet e ainda contar com todos esses benefícios? 

Cadastre-se e venda na Americanas

3 – Monte a sua vitrine online

Os processos de venda online devem ser muito detalhados, afinal, ao comprar pela internet, os consumidores não têm contato com os produtos como eles teriam em uma loja física, e passam a depender apenas das informações que você disponibiliza no seu anúncio. 

E quando falamos sobre vender material de construção, esse ponto ganha uma importância ainda maior, já que muitos produtos possuem diversas especificidades e detalhes que não podem ficar de lado. 

Assim, o seu cadastro de produtos – que contempla todas informações que formam a sua vitrine online, como ficha técnica, descrição do item e imagens – deve ser extremamente completo e deixar as explicações claras para os consumidores. 

Ao criar a descrição e ficha técnica do seu produto, lembre-se de esclarecer todos os atributos do seu item, como voltagem, potência, dimensão, resistência, entre outros. Os produtos dessa categoria são muito diversos e contém particularidades que vão desde o fabricante do item,  até questões de peso, durabilidade e outros detalhes físicos, e tudo isso é indispensável no seu cadastro de produto. 

Quanto mais informações você fornecer sobre os seus produtos, melhor, pois o seu consumidor sentirá mais segurança e confiança na hora de comprar na sua loja. 

As fotos dos produtos acompanham a descrição, ilustram seu anúncio e completam a sua vitrine online. Por isso, invista sempre em imagens reais e de qualidade, valorizando seus produtos e dando uma noção completa de como é o item, destacando o material, as dimensões e outros detalhes. 

Dependendo do seu produto, as fotos com fundo branco são ideais para destacar o item e até trazer uma aparência mais profissional para o seu anúncio. Mas se você pretende vender algum item cujo contexto da foto facilite a visão do cliente, como uma tinta em uma parede, por exemplo, não deixe de acrescentá-las também! 

São muitos detalhes, mas tudo isso irá favorecer ainda mais a sua oferta dentro das plataformas de venda e sites de busca. Essas informações facilitam o entendimento do cliente e agilizam a decisão de compra, evitando ainda possíveis casos de arrependimento de compra

4 – Invista em diferenciais para a sua loja

Os processos de venda online possuem alguns pontos bem diferentes dos processos em um comércio físico, e que acabam impactando diretamente a jornada de compra dos clientes. 

Sendo assim, ao vender material de construção online, considere investir em alguns diferenciais para destacar a sua loja da concorrência e impulsionar os seus resultados. 

Prazo de entrega

A comodidade e praticidade de comprar online conquistou milhões de brasileiros, que agora buscam cada vez mais conveniência na hora de garantir os seus produtos. Eles querem comprar no conforto de suas casas com poucos cliques e receber os produtos o mais rápido possível. 

A agilidade das entregas é um ponto chave quando levamos em consideração vender material de construção. Isso porque muitos consumidores acabam comprando materiais ou ferramentas em momentos de necessidade ou até por conta imprevistos em uma obra, o que exige ainda mais urgência para o envio dos produtos. 

Segundo o Market Review, da Bornlogic em parceria com a Opinion Box, 78% dos consumidores já deixaram de comprar algo online por conta do longo prazo de entrega. 

De fato, as entregas super-rápidas são uma grande tendência para o e-commerce e devem ser consideradas com muita atenção por todos os lojistas. Ter uma operação logística bem estruturada é essencial nesse momento para que as suas entregas fluam e aconteçam com qualidade – para que os produtos cheguem em perfeito estado até as mãos do cliente. 

vender material de construção - interna

Valor do frete 

Além do prazo de entrega, outro ponto que é um grande divisor de águas para os clientes e pode fazer o seu negócio e destacar da concorrência é oferecer um frete mais competitivo. De acordo com a pesquisa da Bornlogic e Opinion Box, 94% dos consumidores já desistiram de uma compra online por conta do valor do frete. 

Assim, ao montar a sua loja para vender material de construção, pesquise os diferentes modelos logísticos e entenda como você pode fazer o seu negócio se diferenciar nesse quesito. 

Se você optar por vender material de construção dentro de um marketplace, tanto o valor do frete quanto o prazo de entrega podem ser beneficiados se você apostar em uma solução logística e de entrega oferecida pela própria plataforma. Assim, você conta com serviços especializados e de grandes marcas para impulsionar o seu negócio. 

Meios de pagamento

A diversidade dos meios de pagamento é outro diferencial facilitado pelo comércio eletrônico que acaba interessando diversos clientes. Segundo o Market Review: Tendências do E-commerce para 2022, da Bornlogic e Opinion, 24% dos clientes consideram que as formas de pagamento são uma motivação para comprar online. 

Isso acontece pois muitos consumidores preferem ou, às vezes, precisam pagar suas compras por outros meios que não sejam cartão de crédito ou boleto bancário. 

Assim, nos últimos anos, diversas ferramentas que facilitam o pagamento começaram a conquistar espaço no mercado varejista, como o PIX e as carteiras digitais. Diante disso, é muito interessante que o seu negócio ofereça o maior número de meios de pagamento possível. No marketplace, isso é facilitado pelo canal, mas se optar por um e-commerce próprio terá que pensar em como adicionar esse diferencial.

5 – Diversifique os seus canais

Não é porque você escolheu um canal principal para vender material de construção online, que você precisa trabalhar exclusiva e unicamente com ele. Diversifique e integre os seus canais de venda para criar uma estratégia ainda mais abrangente na internet. 

Estratégia omnichannel

Os últimos anos causaram uma grande digitalização no varejo e muitas lojas migraram do universo físico para o online. Assim, surgiu uma grande oportunidade que traz benefícios tanto para a experiência de compra dos consumidores quanto para os lojistas: as vendas omnichannel

Quando você tem operações offline e online atuando de forma integrada, você é capaz de oferecer uma experiência de compra diferenciada aos clientes, onde ele pode misturar os dois meios ao comprar na sua loja. Se você já tem uma loja física, vale a pena pensar nisso!

Diversificando e integrando esses canais, você ainda consegue reduzir alguns custos operacionais e logísticos da loja, já que o cliente tem a opção de fazer algumas ações, como retirada e troca, diretamente no estabelecimento, evitando a necessidade de fazer um processo de logística reversa, por exemplo. 

E essa integração pode funcionar de diferentes formas, pois muitos consumidores têm o costume de procurar pelos produtos em um lugar e finalizar a compra em outro. 

Segundo o Market Review: Tendências do E-commerce para 2022, 74% dos consumidores já pesquisaram online e compraram na loja física, enquanto 84% dos consumidores já fizeram o caminho inverso, pesquisando por produtos na loja física e deixando para comprar online. 

Caso esteja nos marketplaces, isso já é uma realidade em muitos canais e, em alguns casos, você ainda pode ativar a sua loja física como um ponto de retirada do marketplace, recebendo visitas de clientes diferentes que acessam e compram nesses canais e podem conhecer de perto sua loja e produtos! 

Estratégia multicanal  

Se o seu objetivo é aumentar o alcance da sua loja na internet e conversar com diferentes públicos online ao vender material de construção, uma estratégia multicanais, unindo as suas vendas no marketplace a outros canais, por exemplo, será ideal para seu negócio. 

Se você vende em um marketplace, por exemplo, você pode usar o link da sua loja na plataforma para divulgar os produtos em outros canais, como nas redes sociais.  Você sabia que 65% dos consumidores brasileiros têm o hábito de pesquisar produtos para comprar nas redes sociais? (Bornlogic e Opinion Box)

Alguns canais já investem em marketing nas mídias sociais e isso pode favorecer bastante sua loja! Investir em marketplaces amplos e de nicho, combinando todos eles com suas vendas em outros canais como um e-commerce próprio e loja física é algo que pode alavancar suas vendas e levar seu negócio muito mais longe.

6 – Crie campanhas e promoções

Ao vender material de construção pela internet, lembre-se de separar uma parte do seu orçamento para investir em anúncios e até estratégias de remarketing. Dessa forma, você aumenta a sua visibilidade na internet, o alcance das suas ofertas e também as suas chances de conversão de vendas. 

O Market Review: Tendências do E-commerce para 2022, realizado pela Bornlogic em parceria com a Opinion Box, identificou diversas motivações que levam os brasileiros a optarem pelas compras online e muitas delas estão diretamente relacionadas aos valores dos produtos! 

Os preços mais baixos do que nas lojas físicas (61%). as promoções encontradas exclusivamente na internet (58%), a facilidade para comparar preços (44%) e as promoções sazonais (24%), foram alguns dos motivos destacados pelos consumidores para preferirem comprar seus produtos pela internet. 

Sendo assim, para impulsionar os resultados da sua loja de material de construção, busque investir em campanhas e promoções, principalmente com foco em seu departamento e em meses onde as pessoas mais costumam querer reformar ou redecorar a casa, como final de ano para receber bem as visitas ou início de ano, para começar o novo ciclo com renovação. Assim, você atrai diferentes públicos e incentiva a compra na sua loja. 

Além disso, fique sempre atento ao comportamento de compra do seu público e às estratégias dos seus concorrentes diretos. E, caso seja necessário e possível, faça ajustes na precificação dos seus produtos ao longo do tempo. 

7 – Invista em logística e pós-venda

Assim que um cliente confirma uma compra na sua loja, começa uma das partes mais importantes da jornada de compra online: o pós-venda. 

O pós-venda é todo o processo de entrega e relacionamento com o cliente que acontece a partir do momento em que a venda é feita, sendo muito importante para a fidelização do seu cliente. Afinal, a entrega é também o momento de primeiro contato do cliente com o seu produto, o que cria um momento ainda mais especial. 

O cuidado com as embalagens é primordial – principalmente se o pedido conter produtos líquidos que podem vazar ou itens quebráveis  –, pois você quer que o produto chegue inteiro e perfeito nas mãos dos clientes. 

Como falamos, o pós-venda também envolve esse processo de relacionamento com o cliente, então esteja preparado caso o seu consumidor precise de algum atendimento após a entrega, seja para tirar dúvidas sobre o produto, ter algum auxílio na utilização ou até mesmo um caso de devolução de mercadoria.

De acordo com a Ebit | Nielsen, 93% dos consumidores que realizam troca ou devolução de produtos, voltam a comprar na loja quando eles têm uma boa experiência no processo. Entendeu a importância do pós-venda para o desenvolvimento do seu negócio? Você cria reconhecimento de marca e fideliza os seus clientes! 

Comece a vender material de construção

Preparado para começar o seu negócio na internet? Agora que você já conhece as melhores práticas e dicas para vender material de construção online, siga o passo a passo e inicie suas vendas!

Leia também:

Marketplace da Americanas: o que é e como vender neste canal?

O que é Seis Sigma e como aplicar essa metodologia no varejo?

Combo de produtos: como e por que criar um

Americanas Marketplace

Somos a plataforma para você vender seus produtos nas principais lojas virtuais do país: Americanas, Submarino, Shoptime e Americanas Empresas. Aqui seu negócio vai mais longe!

veja ainda:

iso 27001 - destaque

O que é a norma ISO 27001 e como implementar?

A norma ISO 27001: entenda seu papel na gestão da segurança da informação e saiba como implementar um sistema eficaz […]

cnae

CNAE: o que é e como incluir uma atividade econômica no CNPJ

CNAE: o que é e como incluir atividade econômica no seu CNPJ A CNAE é um padrão nacional para identificar […]

contrato de compra e venda - destaque

Contrato de compra e venda: como funciona e quais as garantias?

Conheça o contrato de compra e venda e saiba quando e como usá-lo em suas negociações O contrato de compra e […]