O que é capital de giro? Entenda de uma vez por todas!

por Crédito

6 de agosto de 2021

Alcance o sucesso financeiro em sua empresa através de uma boa gestão do capital de giro do seu negócio. Saiba mais

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sebrae-SP, 24,4% das micro e pequenas empresas podem encerrar suas atividades com menos de dois anos de existência, com esse número podendo chegar até a 50,0% para estabelecimentos com menos de quatro anos. 

Uma das principais causas apontadas pela pesquisa para o fechamento dessas  empresas é a falta de um planejamento prévio, sendo que 39% dos empreendedores não sabiam qual era o capital de giro necessário para a abertura do negócio.

Mas o que é capital de giro e qual a sua importância para o negócio?

Indo direto ao ponto, capital de giro são todos os recursos financeiros (dinheiro) necessários para que uma empresa continue realizando suas operações normalmente, ou seja, é o ativo circulante da empresa para bancar todos os custos e despesas, sejam elas fixas ou variáveis. 

Suponha que a Black Friday se aproxima e é hora de fazermos um reforço de estoque mais alto do que nos últimos meses para suprir a demanda de vendas. Além do custo de aquisição, outros custos também foram gerados, como os custos de armazenagem, manutenção e transporte, por exemplo. Todas essas novas despesas aumentam a necessidade de capital de giro, pois é ele quem irá garantir que a empresa continue funcionando normalmente, mesmo com o investimento realizado.

Agora suponha que a maioria das compras nesta Black Friday foram realizadas a prazo, deste modo, os recursos financeiros destas vendas estarão disponíveis após um determinado período, e enquanto esse dinheiro não cai na conta, é o capital de giro que irá garantir que as operações da empresa continuem sendo realizadas normalmente.

Daí vem a importância de uma boa gestão do seu capital de giro, pois ele representa o quanto a empresa pode disponibilizar para arcar com suas contas e obrigações.

capital de giro - interna

Alguns conceitos sobre capital de giro

Apesar de representar um recurso financeiro, vale ressaltar que existem determinados tipos de capital de giro, como por exemplo:

  • Líquido: composto pelo montante de recursos financeiros com alta liquidez (ativo circulante) , ou seja, bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro no curto prazo.
  • Negativo: ocorre quando os recursos financeiros disponíveis não são suficientes para cobrir os custos e despesas.
  • Próprio: como o nome já diz, é o capital disponível pela própria empresa, sem a necessidade de empréstimos de terceiros.
  • Associado a investimentos: ocorre quando é necessário recorrer a empréstimos de terceiros para cobrir as despesas relacionadas a um investimento, como um empréstimo realizado para abrir uma nova filial da sua loja, por exemplo.

Outros dois conceitos também são essenciais para compreender a importância do capital de giro. São os conceitos de ciclo operacional e ciclo financeiro:

Ciclo operacional

Representa o tempo necessário para realizar todo o processo operacional de uma empresa, desde a compra de mercadorias ou matéria prima para produção até o momento do recebimento das vendas realizadas, como no exemplo abaixo:

Ciclo financeiro

Representa o intervalo de tempo entre o pagamento aos fornecedores até o momento do recebimento das vendas realizadas, como no exemplo a seguir:

Afinal, como calcular o capital de giro? Qual a sua fórmula?

Para realizar o cálculo do capital de giro seguimos o seu próprio conceito apresentado anteriormente através da fórmula:

Onde os ativos circulantes são representados por bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro no curto prazo (inferior a 12 meses), como por exemplo:

  • Saldo em contas bancárias
  • Aplicações financeiras
  • Produtos em estoque
  • Contas a receber
  • Dinheiro em espécie

Já o passivo circulante é representado por todas as obrigações, despesas e custos fixos, programados ou previsíveis, com vencimento inferior a 12 meses, como:

  • Contas a pagar
  • Salários e aluguéis
  • Fornecedores
  • Impostos
  • Despesas: água, luz, internet

Ter uma boa gestão financeira e entender como é a estrutura de custos do seu negócio são fatores essenciais para que sua empresa não ande no vermelho e consiga arcar com todos os compromissos.

Mas quais são as soluções para manter a saúde financeira da empresa através do capital de giro?

Mesmo com o resultado de todas as contas que você acabou de realizar em mãos, e após conseguir levantar todos os recursos necessários, podemos seguir algumas dicas para manter o capital de giro sempre disponível, como: 

  • Negociar melhores condições de preço e prazo com fornecedores e clientes
  • Ter um bom gerenciamento de estoque e buscar minimizar os custos
  • Manter o controle financeiro bem detalhado e sempre atualizado
  • Encontrar soluções para antecipações de recebíveis
  • Recorrer a empréstimos ou financiamentos, entre outros tipos de obtenção de crédito

Vale ressaltar que a rentabilidade do seu negócio deve ser maior que o valor do crédito adquirido, e o mesmo, utilizado de forma planejada, é uma ótima ferramenta para ampliação e expansão do seu negócio.

Uma das soluções que você encontra como lojista parceiro da B2W Marketplace é o Crédito Seller, onde é possível encontrar diversos produtos de crédito para te atender da melhor maneira possível, de forma prática e rápida, com a contratação podendo ser realizada diretamente pelo Portal Parceiro.

Agora que você já sabe como manter a saúde financeira da sua empresa através do capital de giro, não perca tempo, adote as melhores práticas para não correr riscos e faça uma boa gestão desse capital para alavancar o seu negócio.

Leia também:

DRE: o que é e como fazer uma para sua empresa?

Chargeback: como funciona no e-commerce

5 formas de pagamento que seu e-commerce precisa ter

Crédito

Somos a solução que viabiliza crédito aos parceiros que vendem na Americanas Marketplace. Assim, eles conseguem investir no negócio e têm flexibilidade na hora de pagar, com opção de parcelamento e desconto nos repasses das vendas fechadas por meio desse canal.

veja ainda:

pix cobrança - destaque

Pix cobrança: entenda o que é e quais as vantagens

Descubra o que é o pix cobrança e todas as vantagens que ele pode trazer para o seu empreendimento! Você […]

payment as a service - destaque

Payment as a service: o que é e como pode te ajudar

Sabe o que é payment as a service? Essa plataforma facilita que empresas de diferentes setores contem com soluções bancárias […]

taxa de intercâmbio - destaque 2

Taxa de intercâmbio: o que é e como funciona?

A taxa de intercâmbio é cobrada no uso do cartão como meio de pagamento. Veja mais sobre ela!  A taxa […]