3 indicadores financeiros que você precisa acompanhar

por Bling

12 de novembro de 2021

Analisar indicadores financeiros do seu negócio é essencial para manter a saúde da empresa em dia e sustentável no longo prazo

Independentemente se o negócio é físico ou virtual, todo gestor precisa estar alinhado com alguns indicadores financeiros para que o negócio flua de forma organizada e lucrativa. 

Por isso, analisar os indicadores da sua loja é importante para mostrar o real crescimento do negócio e permitir que ações sejam tomadas à medida que a empresa vai se estruturando. 

Neste artigo vamos abordar os três principais indicadores que o empreendedor do nosso tempo precisa acompanhar. Confira!

Quais são os principais indicadores financeiros?

Muito se engana quem pensa que o faturamento é o principal indicador a ser observado no negócio. Pelo fato de o faturamento ser a receita do mês, ele não mostra a lucratividade bruta, o que acaba sendo uma métrica de vaidade, e não indica a situação real do negócio. 

Ver somente o faturamento não ajuda nas tomadas de decisões do gestor: ele precisa visualizar outros indicadores importantes como é o caso da Margem de Contribuição, Capital de Giro e Lucratividade. Esses são os principais indicadores que mostram se o negócio está crescendo ou não. 

Conheça cada um deles: 

Margem de Contribuição 

A margem de contribuição é a métrica que indica o que estamos colocando de lucro em cada produto comercializado, ou seja, a margem que temos entre o custo do produto e o preço de venda. É um indicador importante, pois a partir dele se consegue analisar o que é lucro na venda de cada produto ou serviço prestado. 

Através da Margem de Contribuição é possível ver os indicadores reais do negócio e a partir deles se pode aumentar as margens, seja negociando com os fornecedores, alinhando taxas de cartão de crédito, melhorando processos que envolvem custos e até mesmo ajustando preços. 

A diferença se faz nos centavos, por isso, é importante estar sempre atento à margem de contribuição e verificar onde é possível melhorar. 

Capital de Giro

Todo o recurso que é preciso para manter o negócio funcionando é chamado de Capital de Giro. Ele diz muito sobre o seu negócio, pois mostra a organização financeira acontecendo e faz com que o gestor possa continuar pagando as contas, fazendo compras de produtos, pagando impostos, pagando funcionários e atualizando processos sem gerar problemas para o caixa da empresa. 

O Capital de giro, como o nome indica, faz o negócio acontecer independentemente de valores de lucro/venda caírem na conta. A fórmula do Capital de giro se dá pelo cálculo: 

Contas a receber + Contas a pagar – Estoque. 

Ele é um indicador importante, pois quando a conta não fecha o negócio pode ir à falência. É importante que o capital de giro esteja de acordo com os custos da operação para que, além de pagar as contas, o gestor obtenha lucro. 

indicadores financeiros - interna

Lucratividade 

Assim como o nome indica, a lucratividade é sim o lucro faturado na operação de comércio ou serviço prestado. Mas esse lucro é o resultado da retirada da margem de contribuição dele e a subtração dos custos fixos. Ou seja, o que sobra efetivamente é o lucro. O indicador de lucratividade é fundamental para o gestor, pois delimita quanto entra no bolso do empresário e quão rentável é a empresa. 

A lucratividade é um dos objetivos principais, pois faz com que o gestor veja o crescimento do negócio e possa planejar novos rumos e ações. Uma dica para melhorar a lucratividade da empresa é melhorar as margens e reduzir os custos fixos e variáveis para poder ter o melhor resultado possível. 

Por que é importante acompanhar os indicadores econômicos?

Quando se vende um produto ou mesmo um serviço, sempre se fala em estratégias de vendas, como aumentar o fluxo de visitantes do canal, ampliar os canais de vendas, ter maior engajamento, entre outros fatores. Mas o que não se fala é que, muitas vezes, quantidade não representa qualidade e retorno financeiro se os cálculos não estiverem alinhados aos indicadores econômicos. 

A gestão do negócio é um dos corações pulsantes para se obter resultados, por isso, contar com um sistema de gestão ERP, além de facilitar o trabalho do dia a dia também automatiza alguns processos e sincroniza as informações de compra, vendas e entregas. O ERP também possibilita ao gestor gerar relatórios com resultados para averiguar a fundo cada um dos indicadores econômicos. 

O tempo é um fator poderoso, por isso, não perca tempo da equipe de gestão com planilhas manuais. E tenha metas claras para garantir um controle maior sobre as vendas e tomar decisões mais certeiras que impactarão no futuro do negócio. 

Leia também:

Como investir no seu negócio?

Open Banking: você no controle da sua vida financeira!

O que é capital de giro? Entenda de uma vez por todas!

Bling

O Bling é um sistema ERP 100% online que entende o seu negócio e te ajuda a otimizar processos para que você venda mais!

veja ainda:

redução de custos - destaque

Redução de custos: 10 dicas para realizar corretamente

Confira 10 estratégias para uma redução de custos eficiente e inteligente, que mantém a qualidade e a eficácia operacional A […]

pix cobrança - destaque

Pix cobrança: entenda o que é e quais as vantagens

Descubra o que é o pix cobrança e todas as vantagens que ele pode trazer para o seu empreendimento! Você […]

payment as a service - destaque

Payment as a service: o que é e como pode te ajudar

Sabe o que é payment as a service? Essa plataforma facilita que empresas de diferentes setores contem com soluções bancárias […]