Tendências e oportunidades no mercado de autopeças e acessórios automotivos

por Americanas Marketplace

9 de fevereiro de 2024

O mercado de autopeças tem inúmeras oportunidades e novidades. Veja como aproveitá-las!

O brasileiro é apaixonado por carro e, mesmo quando as vendas de veículos não vão bem, as oportunidades no mercado de autopeças, pneus e acessórios automotivos se mantém estáveis. Isso porque muita gente compra itens como estes para a reposição ou melhoria do carro que já possuem. 

O ano de 2023 foi um exemplo disso! O setor automobilístico foi muito impactado por fatores como a crise dos semicondutores e a guerra entre Rússia e Ucrânia. A falta de chips fez com que a indústria deixasse de fabricar quase 18 mil carros na América do Sul. Fora isso, fatores como a inflação elevada e dificuldade em adquirir crédito também impactaram o setor. Apesar disso, o mercado de autopeças, o aftermarket automotivo, como é conhecido, se manteve em alta. 

Enquanto as importações de peças vindas da China recuavam 4,1%, de US$ 18,2 bilhões para US$ 17,5 bilhões, nos primeiros 11 meses de 2023, as exportações aceleraram 10% no mesmo período, saltando de US$ 7,64 bilhões para US$ 8,4 bilhões. 

Para 2024, as previsões continuam positivas. O setor pode atingir um faturamento nominal de R$ 247,7 bilhões, segundo o Sindipeças, Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores. Isso representaria um aumento de 4% no valor obtido em 2023, cujo balanço ainda não foi fechado, mas que tem expectativa de fechar a R$ 238,2 bilhões em receita, 1,9% a mais do que em 2022. 

Efeito pandemia 

Com a pandemia, houve um encarecimento dos veículos novos e maior demanda por usados e peças de reposição para eles. Por isso, os holofotes ainda devem se manter na manutenção dos carros usados e com oportunidades adicionais no mercado de autopeças. 

Só no ano passado, a venda de carros usados cresceu 4,3%, segundo dados da FENABRAVE, Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores. Com exceção do mercado de caminhões, que teve uma pequena queda de 0,4% no período, todos os demais segmentos de usados apresentaram crescimento sobre 2022. 

Segmentos como automóveis e comerciais leves, implementos rodoviários e motocicletas, são boas oportunidades para a venda de itens em reposição. Mas com o envelhecimento de frotas de ônibus e caminhões, eles também poderão trazer boas oportunidades no aftermarket automotivo. 

Mercado do futuro: no que ficar de olho? 

O futuro é logo ali. E se você não entender que o mercado está mudando, pode ficar para trás e perder oportunidades. Por isso, aqui estão algumas tendências no mercado de autopeças que você simplesmente não pode ignorar: 

Compra via e-commerce 

Com o crescimento e popularização do acesso à internet, cada vez mais pessoas buscam por soluções de autopeças via web, em alguns casos, direto com fornecedores. Por isso, marcar a presença digital da empresa é cada vez mais urgente. O modelo de compra em lojas físicas se torna cada vez mais desafiador, por isso, inovar e explorar novos canais é fundamental. Além de um e-commerce próprio, que pode exigir algum recurso extra, você pode começar barato através de um marketplace e perfis em redes sociais. Só não deixe de estar presente onde seu cliente já está. 

Eletrificação e veículos autônomos 

A demanda por sensores avançados, baterias de alta capacidade e novos arranjos de controle vem aumentando com a popularização dos veículos elétricos. Por isso, itens com esse foco na eletrificação dos veículos tendem a ganhar espaço e ser uma boa oportunidade e ponto de atenção para quem vende autopeças. Além disso, soluções de energia mais leves e eficientes ganham espaço no mercado de autopeças. 

Soluções “verdes” 

As mudanças climáticas são hoje um desafio global, que tem direcionado as políticas de governos de diferentes espectros ao redor do globo. Com isso, a sustentabilidade, responsabilidade com o meio ambiente e reciclagem são pautas inevitáveis quando o assunto são os automotivos. Materiais focados em diminuir impactos ambientais ganham força, além de um olhar cada vez mais atento a empresas comprometidas com a reciclagem de peças e a reutilização de componentes automotivos.  

Tecnologia 

Equipamentos tecnológicos como sensores, câmeras e software de última estão cada vez mais presentes nos carros, motos, ônibus e caminhões. Com isso, há uma série de oportunidades nesse mercado para fabricantes e lojistas especializados em tecnologia para veículos. É uma tendência dos últimos anos que deve acompanhar o mercado de autos por um bom tempo, por isso, fique atento e aproveite as boas oportunidades. 

Segurança digital 

Os modelos de carros cada vez mais apostam na tecnologia e, com tanta conectividade, é natural que a segurança digital, também conhecida como cibersegurança, se torne um ponto de atenção. Por isso, é cada vez maior a urgência em se investir na proteção cibernética dos veículos, já que uma vulnerabilidade pode abrir margens para ataques que colocam os motoristas em sérios riscos. Se você ainda não olha pra esse mercado, vale analisar se faz sentido para você.

mercado de autopeças - interna

4 tendências em acessórios que são a bola da vez 

Além das mudanças e tendências de comportamento, alguns acessórios serão objetos de desejo e até necessidade dos clientes. Fique atento a eles e se vale a pena considerar alguns para seu sortimento: 

1 – Alarmes diferentes 

Parece o básico, mas vai além do básico: soluções de alarme personalizados são uma das tendências para o mercado de autopeças. Chaveiros do tipo canivete, uso da chave original do veículo, controles de presença, controles por apps e modo de assalto passivo por ignição ou porta são algumas personalizações que os alarmes podem ter. 

2 – Sensor de estacionamento 

O sensor de estacionamento é uma novidade que funciona por meio da frequência sonora e alerta o motorista sobre riscos de acidente com pedestres e para evitar “raspões”. Vale ficar atento especialmente às soluções que podem ser ativadas automaticamente ao engatar a marcha ré. 

3 – Faróis automáticos 

Os faróis automáticos podem ser acionados quando a ignição é ligada ou em locais de baixa iluminação, como túneis ou mesmo ao anoitecer. São uma excelente solução de segurança, sendo que as opções em LED são as mais econômicas. Em países como o Canadá, a solução virou regra no mercado de autopeças desde 2021: todos os veículos de fábrica precisam ter. Por isso, pode ser uma boa ficar de olho nas tendências por aqui também. 

4 – Central multimídia 

As centrais multimídias devem se conectar mais com os smartphones, integrando recursos como GPS; mensagens, ligações e músicas. A segurança, conforto e personalização impactam na experiência do condutor. Se você atua com esse tipo de produto não deixe de colocar o cliente no centro para entender o que ele quer e como surpreendê-lo. 

Onde vender autopeças? 

Como mostramos no início desse artigo, as vendas do mercado de autopeças são bastante representativas e, com a migração do cliente para o canal online, o digital não pode e nem deve ser ignorado. 

O mercado de autopeças deve dobrar de tamanho e alcançar US$ 25 bilhões até 2040, segundo dados da McKinsey & Company. Mas a empresa alerta: “num mercado predominantemente analógico, tem a vantagem competitiva quem investir no digital, como os canais de venda online”. Conforme estimativas da McKinsey, até 2027, só as vendas de pneus devem atingir 20% da sua receita total vindas de negócios fechados via internet. 

Se você ainda não explora esse mercado uma dica é começar suas vendas pelos marketplaces, pois eles podem integrar facilmente seu sortimento e você tem auxílio em marketing, segurança e, em alguns casos, até assessoria na hora de vender. Para quem não conhece estes canais de venda, eles são formados por grandes e-commerces, reconhecidos pelo público, e que já costuma comprar produtos através deles.  

A maior vantagem dos marketplaces é que você não precisa de investimento inicial pra começar: basta se cadastrar, configurar sua loja, subir e precificar produtos e eles estarão disponíveis para a venda. O modelo de remuneração do canal é via comissão por venda fechada: ou seja, uma taxa sobre o que de fato for vendido. 

Mesmo para quem já vende online, aumentar sua penetração no mercado, ativando sua loja em diferentes canais pode ser uma vantagem para você ganhar visibilidade e fechar mais negócios. 

Cadastre-se e venda na Americanas 

Quando vender? 

Sempre. O mercado de autopeças pode encontrar público o ano inteiro, já que a qualquer momento as pessoas podem decidir ou precisar fazer alguma melhoria no veículo. Entretanto, períodos após a troca de carro possuem um pico de busca, ou seja, logo após o início e meio do ano, nos meses de março e entre agosto e novembro.  

Além disso, vale ficar de olho em períodos de férias escolares, já que muitas pessoas viajam com seus carros nesse período e, para isso, fazem revisões de rotina que resultam na troca de autopeças, pneus, som e acessórios automotivos. 

A dica aqui é fazer um planejamento de vendas para o ano todo, definindo campanhas especiais para os períodos de maior busca, e aumentando o investimento em marketing de seus principais produtos – os que mais respondem pelo seu faturamento. Por outro lado, não esqueça de criar uma estratégia para o ano inteiro, aproveitando picos de busca de um produto que você venda ou mesmo aquelas oportunidades que aparecem com menos frequência de pessoas que desejam comprar uma nova peça ou acessório automotivo ao longo do ano. 

Dicas para quem vende no mercado de autopeças: 

Conforme lista publicada pelo Sebrae, existem 10 fatores que fazem a diferença nas vendas do mercado de autopeças. Destacamos todos eles aqui: 

  • Criar um espaço visualmente atraente para o visitante: no ambiente físico com fachadas e iluminação pensadas para atrair os clientes, já no online a sua loja e fotos de produtos devem ser adequadas  
  • Ter uma equipe de vendas bem-preparada para atender os clientes: vendedores que saibam responder os clientes tecnicamente e, no online, aposte em boas descrições e fichas técnicas dos produtos; 
  • Ampliar os canais de vendas, facilitando a vida dos consumidores: loja física, marketplace, e-commerce, e canais de atendimento expandem sua presença digital para você atender bem o cliente onde ele está;  
  • Participar de associações e cooperativas: juntos vocês ganham mais força e maior poder de barganha junto aos fornecedores; 
  • Manter seu cadastro de fornecedores sempre atualizado e conhecer bem seu fluxo de estoque: isso te dá agilidade e evita rupturas de estoque; 
  • Ter um estoque diversificado em peças e acessórios: a variedade te dá mais oportunidades com diferentes consumidores e você ainda pode apostar na oferta de serviços de instalação, reparos e entrega em domicílio; 
  • Criar ações promocionais para estimular as vendas: preço importa sim e uma boa promoção pode atrair mais clientes; 
  • Investir em publicidade e divulgação contínua dos produtos: a propaganda é a alma do negócio; 
  • Estar com sua loja física em um lugar acessível, com alto fluxo de clientes e próxima de centros automotivos: um alto tráfego de clientes pode fazer a diferença seja no on ou no offline. 

Aproveite as oportunidades digitais

Ainda não está aproveitando todas as oportunidades de venda do online e contando com a Americanas para vender seus produtos? Conheça já nosso canal e cadastre-se!

Leia também: 

Como os fabricantes de componentes automotivos se beneficiam ao vender no marketplace? 

Americanas Marketplace: o que é e como vender neste canal? 

Diversificação de produtos: como e quando fazer isso? 

Americanas Marketplace

Somos a plataforma para você vender seus produtos nas principais lojas virtuais do país: Americanas, Submarino, Shoptime e Americanas Empresas. Aqui seu negócio vai mais longe!

veja ainda:

iso 27001 - destaque

O que é a norma ISO 27001 e como implementar?

A norma ISO 27001: entenda seu papel na gestão da segurança da informação e saiba como implementar um sistema eficaz […]

cnae

CNAE: o que é e como incluir uma atividade econômica no CNPJ

CNAE: o que é e como incluir atividade econômica no seu CNPJ A CNAE é um padrão nacional para identificar […]

contrato de compra e venda - destaque

Contrato de compra e venda: como funciona e quais as garantias?

Conheça o contrato de compra e venda e saiba quando e como usá-lo em suas negociações O contrato de compra e […]