Giro de estoque: o que é, como calcular e gerenciar este dado?

por Americanas Marketplace

5 de setembro de 2022

Saiba mais sobre giro de estoque e veja como esse indicador pode influenciar o desenvolvimento do seu negócio

O giro de estoque é um ponto de atenção importantíssimo para você que trabalha com vendas ou pensa em abrir uma loja. Afinal, é acompanhando a situação do seu estoque que você vai controlar a entrada e saída dos seus produtos, garantindo que os itens não fiquem em falta na sua loja. 

Se você já tem uma loja há um tempo, talvez já tenha passado por situações onde um produto teve baixa procura e encalhou no estoque ou um produto que teve vendas acima do esperado e acabou com todo o estoque, não é mesmo?

Pois o giro de estoque te ajuda acompanhar a entrada e saída de todos os seus produtos com mais precisão, se tornando fundamental para a gestão do seu negócio, já que ele mostra exatamente a quantidade de produtos vendidos em um determinado período de tempo e até a qualidade dos itens armazenados – já que alguns produtos têm um prazo certo de validade.

Sendo assim, o giro de estoque permite que você administre as suas vendas de forma otimizada, reduzindo custos e focando em ter mais produtividade e, claro, um maior lucro. 

Para te ajudar, separamos algumas informações importantes sobre giro de estoque e um passo a passo para você calcular o seu e garantir a melhor gestão do seu negócio. Além de como aproveitar todos os benefícios que um bom giro no estoque pode trazer. Confira: 

O que é o giro de estoque?

O giro de estoque é um indicador logístico que calcula a rotatividade das mercadorias presentes no seu estoque, ou seja, ele mostra quantas vezes os produtos foram vendidos e tiveram que ser repostos no seu estoque. 

Esse indicador é fundamental para uma boa gestão de estoque, uma vez que, ele auxilia o seu negócio a encontrar o equilíbrio ideal entre as compras e vendas realizadas na sua loja, garantindo que nunca falte ou sobre produtos no seu armazém. 

Como calcular o seu giro de estoque?

O cálculo básico do giro de estoque é bem simples: você divide tudo que foi vendido pela média de estoque em um determinado período de tempo. Porém, essa estimativa pode ser feita considerando a quantidade de produtos ou o valor destes itens. Confira. 

Cálculo a partir da quantidade de produtos vendidos

Como o giro de estoque indica quantas vezes o seu armazém foi reabastecido em um determinado período de tempo, o calço funciona da seguinte forma: 

Giro de estoque = Total de vendas / Volume médio de estoque

Exemplo prático: vamos imaginar que você possui um estoque médio mensal de 2 mil camisetas e a sua loja vende cerca de 10 mil camisetas por ano. Aplicamos esses números na fórmula assim:

Giro de estoque = Total de vendas / Volume médio de estoque

= 10 mil / 2 mil 

= 5

Sendo assim, o seu giro de estoque é igual a 5, ou seja, você reabasteceu o seu estoque 5 vezes ao longo do ano. Se o seu giro de estoque for menor que 1, isso significa que não houve reposição de estoque. 

Cálculo a partir do valor dos produtos vendidos

Se a sua loja vende uma grande variedade de produtos, você pode calcular a rotatividade do seu estoque utilizando os valores das vendas realizadas no seu negócio. Nesse caso, você utilizará a seguinte fórmula: 

Giro de estoque = Total do valor de vendas / Valor em estoque

Exemplo prático: a sua loja tem em estoque um total de R$ 5 mil e o valor total das vendas desses produtos é de R$ 25 mil ao ano. Sendo assim, calculamos o giro de estoque assim: 

Giro de estoque = Total do valor de vendas / Valor em estoque

= 25.000 / 5.000

= 5 

Índice de giro de estoque 

Uma terceira opção que pode auxiliar o seu negócio a entender esse indicador é calcular o índice de giro de estoque. Nesse caso, você irá utilizar o número de giros de estoque que aconteceram dentro de um determinado período de tempo, como um ano, um semestre ou mês. 

Índice de giro de estoque = número de dias/ quantidade de giros

Exemplo prático: ao calcular o seu giro de estoque, você identificou que a sua loja realizou um total de 5 giros no último ano. Como um ano tem 365 dias, você deve realizar o seguinte cálculo:

Índice de giro de estoque = número de dias/ quantidade de giros

= 365/ 5

= 73

Isso significa que o tempo médio para que a reposição de estoque seja feita é de 73 dias. 

Existe um giro de estoque ideal? 

A verdade é que não existe um número ideal para o giro de estoque, afinal, o cálculo é bem particular de cada negócio e pode variar dependendo do segmento de vendas de cada loja.

Em geral, quanto maior for o seu giro de estoque, maior é o lucro da sua empresa, pois um maior giro mostra que mais produtos foram vendidos. E, como falamos anteriormente, se o seu giro de estoque for menor que 1, isso significa que não houve reposição de estoque, o que mostra que os seus produtos não estão vendendo tão bem. 

giro de estoque - interna

Como analisar?

Você já sabe como calcular o seu giro de estoque, porém, o que esses resultados significam exatamente? 

Se você identificar que o seu giro de estoque está alto, isso significa que as suas vendas estão a todo vapor. Além disso, você consegue reconhecer os produtos que estão tendo mais saída e investir ainda mais neles. 

Porém, se você observar que determinados produtos estão com um baixo giro, quer dizer que esses itens não estão tendo saída. Então, nesse caso, é importante que você entenda o que está afetando as suas vendas e como isso pode ser revertido para não trazer prejuízo para o seu negócio. 

Controle de estoque: como fazer? 

Realizar o controle do estoque é essencial para monitorar a saúde da sua operação e evitar que o seu negócio tenha prejuízos financeiros. Sendo assim, veja como você pode aprimorar esse gerenciamento:

1 – Deixe tudo sempre registrado 

Busque deixar todos os seus registros de entradas e saídas sempre atualizados. Dessa forma, você tem um controle mais definitivo das mercadorias e da sua loja, além de ter esses números em fácil acesso para calcular o seu giro de estoque. 

2 – Faça a gestão do seu inventário

É por meio da gestão de inventário de estoque que você fica por dentro de todos os seus registros e define os seus próximos passos, como, por exemplo, comprar mais ou menos produtos para o seu estoque. 

Dessa forma, você tem um maior controle da rotatividade dos produtos no seu estoque e consegue prevenir erros e prejuízos para o seu negócio. 

3 – Amplie a rotatividade 

Dependendo da situação das suas vendas, uma boa estratégia pode ser ampliar a sua rotatividade, ou seja, ampliar o seu giro de estoque aumentando a frequência das suas compras com fornecedores. Dessa forma, você evita ficar com muitos itens parados em estoque

Mas atenção: essa decisão deve ser feita de forma planejada e seguindo as necessidades da sua loja e a frequência das suas vendas. 

Já se você tem alguns produtos parados em estoque, pense em estratégias para aumentar as suas vendas, como criando promoções e campanhas para desencalhar esses itens e, consequentemente, aumentar a sua rotatividade. 

4 – Tome decisões de acordo com as suas vendas

É primordial que você acompanhe suas vendas de perto para identificar tendências e manter o controle conforme as necessidades do seu negócio. Mais do que observar a entrada e saída de mercadorias e quais itens estão em falta ou parados em estoque, você deve observar também aqueles produtos que estão próximos do vencimento e quais talvez não valham a pena você investir mais. 

Suas vendas devem determinar exatamente onde você deve investir mais ou menos, fazendo com que você tome decisões mais estratégicas e assertivas para a sua loja. 

Como o giro do seu estoque influencia no negócio?

Mais do que saber calcular o seu giro de estoque, é muito importante que você saiba utilizar esses números para melhorar o gerenciamento do seu estoque e da sua empresa. 

Quando você tem contato com esses resultados, como quais produtos são mais vendidos do que outros, você consegue tomar decisões baseadas em dados e ser assertivo nas suas próximas compras com fornecedores, o que traz um impacto positivo para o desenvolvimento do seu negócio.

Assim, você consegue criar estratégias para aumentar a rotatividade e evitar que alguns produtos fiquem encalhados no estoque ou se tornem obsoletos depois de muito tempo armazenados. 

Além disso, o giro de estoque faz com que você evite ter despesas desnecessárias, uma vez que, ele te mostra exatamente as mercadorias que você pode comprar com mais ou menos frequência, o que faz com que você evite gastar dinheiro com renovações de estoque que não são necessárias. 

Essa estratégia também te ajudará a aumentar a frequência de compra com fornecedores dos produtos que têm uma maior rotatividade, fazendo com que os produtos favoritos dos seus clientes nunca fiquem em falta.

Um outro ponto que deve ser considerado é: o giro de estoque afeta diretamente diversas áreas do negócio, como, por exemplo, o setor de logística. Quando você tem um maior controle sobre a entrada e saída dos produtos, você consegue alinhar isso com a parte logística do negócio, evitando gastos desnecessários. 

Sendo assim, podemos concluir que, quando a análise do giro de estoque é realizada e aplicada corretamente ao negócio, os processos são otimizados e os custos reduzidos, o que pode aumentar a margem de lucro da empresa e levar a loja a novas estratégias, como, por exemplo, apostar em preços mais baixos para os produtos, aumentando a competitividade no mercado. 

Como aumentar o seu giro de estoque?

Com todos os seus dados de giro de estoque e uma boa análise do comportamento de compra dos seus clientes, você consegue desenvolver melhores estratégias para acelerar suas vendas e melhorar esse indicador. Confira algumas dicas que podem aumentar o giro do seu estoque:   

Impulsione suas vendas com promoções e campanhas 

Promoções são fortes aliadas na hora de aumentar o seu giro de estoque. Isso porque o preço é um dos fatores que mais influenciam a decisão de compra dos consumidores. 

Sendo assim, quando você oferece descontos, cupons ou vantagens na hora das compras, como frete grátis, por exemplo, isso incentiva ainda mais as compras na sua loja. 

Se mexer na precificação dos produtos é algo inviável para a sua loja nesse momento, separe uma parte do seu orçamento para investir em campanhas de marketing e anúncios para aumentar a visibilidade da sua loja. Além disso, busque aprimorar a forma como você apresenta os seus produtos, como as fotos e descrições, para encantar ainda mais os consumidores. 

Otimize o seu estoque 

Como já citamos antes, é muito importante que você tenha um controle constante do seu giro de estoque para otimizar a gestão da sua operação. E uma ferramenta que pode te ajudar nesta tarefa é a Curva ABC, que facilita a análise de seus produtos mais e menos vendidos, auxiliando na organização do estoque. 

Entendeu como conhecer e analisar o seu giro de estoque pode auxiliar na gestão e no desenvolvimento da sua operação? Por isso, preste sempre atenção aos indicadores da sua loja e impulsione suas vendas. 

Leia também:

Acurácia de estoque: o que é e como garantir no seu e-commerce?

O que é um centro de distribuição e como ele pode melhorar sua logística?

Americanas Marketplace: o que é e como vender neste canal?

Americanas Marketplace

Somos a plataforma para você vender seus produtos nas principais lojas virtuais do país: Americanas, Submarino, Shoptime e Americanas Empresas. Aqui seu negócio vai mais longe!

veja ainda:

mrp - destaque

O que é MRP e como funciona esse sistema?

Conheça o sistema MRP e descubra como ele pode otimizar os resultados da sua empresa! Você sabe o que é MRP, […]

integrador de marketplace - destaque

Integrador de marketplace: o que é e como ele te ajuda?

Utilizar um integrador de marketplace pode acelerar o cadastro de produtos e centralizar sua gestão de todos os canais O integrador […]

cross border - destaque

Cross border: o que é e como iniciar essa operação?

Entenda o que é uma operação cross border e como colocá-la em prática para internacionalizar sua marca! Você sabe o […]