Quem são os fundadores da Lojas Americanas?

por Americanas Marketplace

17 de novembro de 2022

Conheça os fundadores da Lojas Americanas e mais detalhes sobre a criação dessa marca que é a mais querida dos brasileiros

Você conhece a história da Lojas Americanas e dos seus fundadores? Hoje, a marca faz parte do dia a dia de milhares de pessoas e até já foi escolhida como a marca mais querida dos brasileiros

E se tem algo que a Lojas Americanas tem é história! Afinal, tudo começou há mais de 90 anos com quatro americanos que tinham o sonho de abrir uma loja que vendesse produtos a preços bem acessíveis para a população. 

Quem são os fundadores da Lojas Americanas?

A história da marca começa em 1929 com quatro americanos: John Lee, Glen Matson, James Marshall e Batson Borger, também conhecidos como os fundadores da Lojas Americanas

Todos eles eram ex-funcionários do conglomerado Woolworth, uma rede de lojas dos Estados Unidos, famosa justamente por oferecer produtos bem baratos – uma vez que a loja se baseava no conceito “Five and Ten Cents”, ou seja, vendia mercadorias a preços que variavam entre 5 e 10 centavos de dólar na época. 

Assim, os quatro tiveram a ideia de replicar esse modelo em outro país, visto que havia uma grande chance de dar certo pela acessibilidade dos produtos oferecidos nesse modelo de comércio. E o local escolhido para esse lançamento foi Buenos Aires, na Argentina. Sim, o destino inicial não era o Brasil, mas os planos mudaram…

A chegada dos fundadores no Brasil

No caminho para a América do Sul, eles conheceram o brasileiro Aquino Sales e o austríaco Max Landesman, que contaram aos americanos mais sobre o Brasil e as oportunidades de negócio no país, apresentando o mercado brasileiro como uma opção interessante para o modelo de comercialização que eles queriam lançar. 

Convencidos, os quatro desembarcaram no Rio de Janeiro. E não demorou muito para que eles notassem que o local realmente era ideal para o modelo de negócio que eles queriam, que seria basicamente uma versão adaptada da antiga empresa deles. 

Na época, a população da cidade carioca era formada principalmente por profissionais com renda estável e salários não tão altos, e a maioria das lojas não atendiam essas necessidades, já que a maioria vendia produtos caros e muitos específicos. 

Enquanto isso, o objetivo dos fundadores era vender uma grande variedade de produtos por um preço bem baixo e acessível para a população, a solução perfeita para essa parcela da população. 

A fundação da Lojas Americanas 

Em maio de 1929, apenas três meses após o desembarque no Rio de Janeiro, a Lojas Americanas S/A foi registrada e, no mesmo ano, a primeira unidade da Lojas Americanas abriu as portas em Niterói. 

Com o slogan “Nada além de 2 mil réis”, de primeira, o estabelecimento não fez o sucesso esperado. Foi então que a loja adotou uma estratégia diferenciada e bastante pioneira para a época: empregou várias mulheres, uma forma de atrair mais donas de casa para o negócio. 

Ao final do seu primeiro ano de existência, a Lojas Americanas já contava com quatro unidades, sendo três no Rio de Janeiro e uma em São Paulo. 

E o crescimento não desacelerou. Em 1940, a empresa realizou a abertura de seu capital na Bolsa de Valores, uma forma de captar dinheiro para o lançamento de novas unidades da Lojas Americanas e expandir ainda mais a marca. 

A digitalização da Lojas Americanas

Em novembro de 1999, a marca deu mais um passo importante e pioneiro em sua história e entrou no comércio eletrônico com a criação da Americanas.com, realizando suas primeiras vendas online. 

Os anos seguintes foram de muito sucesso, tanto no universo digital quanto no físico. Afinal o modelo online passou a ser um dos locais favoritos para as compras na internet, e ao mesmo tempo que os pedidos online não paravam de chegar, às lojas físicas não paravam de expandir e abrir novas unidades. 

Em 2005, além de inaugurar mais de 30 novas lojas, a marca ainda realizou a aquisição do Shoptime, maior canal de home shopping do Brasil, que possuía canal de TV e comércio eletrônico. No ano seguinte, a companhia decidiu realizar a fusão da Americanas.com e do Submarino, dando origem à B2W – Companhia Global de Varejo – que em 2007 passou a incluir também o Shoptime. 

lojas americanas fundadores - interna

Americanas: uma gigante do varejo

Com uma operação gigante no comércio eletrônico  – sendo uma das maiores marcas online, com mais de 40 categorias de produtos e milhões de acessos diários  – e mais de 1.700 Lojas Americanas espalhadas pelo país – sim, existem unidades em todos os estados brasileiros, incluindo o Distrito Federal  –, não há como negar a força dessa marca. 

Hoje, além da Lojas Americanas, a companhia conta com diferentes modelos de estabelecimentos, como a Americanas Express e Americanas Local. 

A Americanas também possui com cerca de 15 marcas próprias, além de frentes de mercado e delivery, e uma série de soluções que fazem com que a marca chegue cada vez mais longe e também impulsiona os negócios de quem vende com ela: com a Americanas Entrega (solução de entrega e logística) e a Americanas Advertising (hub de publicidade). 

E nos últimos anos as transformações não desaceleraram. Em 2021, foi anunciada a fusão das operações online e física, ou seja, da B2W e da Lojas Americanas, respectivamente, que resultou na criação da americanas s.a., uma empresa única com o propósito de somar o que o mundo tem de bom para melhorar a vida das pessoas. 

Assim, a nova companhia chegou com foco em entregar uma experiência de consumo omnichannel ainda mais fluida. Com as operações unificadas, a americanas s.a. ganha ainda mais força para impulsionar negócios e maximizar a experiência de seus clientes, fornecedores, lojistas parceiros e mais. 

E a americanas s.a. já nasceu gigante: com uma base de mais de 50 milhões de clientes ativos em todo o país! Assim, a fusão marcou apenas mais uma etapa dessa trajetória de sucesso de uma das maiores marcas do Brasil. 
Hoje, essa operação é controlada por um grupo de três pessoas – Jorge Paulo Lemann, Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira. Agora que você já conhece melhor a história da Lojas Americanas e de seus fundadores, que tal conhecer mais detalhes da nossa operação de marketplace? Clique aqui para saber tudo sobre a Americanas Marketplace.

Leia também:

Americanas Marketplace: o que é e como vender neste canal?

O que é marketplace e como ele facilita a venda online

Cohort: como traçar o comportamento dos clientes

Americanas Marketplace

Somos a plataforma para você vender seus produtos nas principais lojas virtuais do país: Americanas, Submarino, Shoptime e Americanas Empresas. Aqui seu negócio vai mais longe!

veja ainda:

integrador de marketplace - destaque

Integrador de marketplace: o que é e como ele te ajuda?

Utilizar um integrador de marketplace pode acelerar o cadastro de produtos e centralizar sua gestão de todos os canais O integrador […]

peças automotivas - destaque

Como vender peças automotivas no marketplace?

Descubra como vender peças automotivas no marketplace e começar a lucrar mais na internet! Vender peças automotivas no marketplace é um […]

venda de fraldas - destaque

Venda de fraldas: como aproveitar as oportunidades

Conheça as dicas e oportunidades na venda de fraldas infantis e geriáricas Fraldas descartáveis infantis e geriátricas são um excelente mercado […]