O que é MRP e como funciona esse sistema?

por Americanas Marketplace

6 de maio de 2024

Conheça o sistema MRP e descubra como ele pode otimizar os resultados da sua empresa!

Você sabe o que é MRP, e como esse sistema funciona na prática? Muito utilizado por empresas de diferentes nichos, o Planejamento de Necessidades de Materiais ajuda a tornar o seu negócio competitivo dentro do mercado atual.

Isso porque, ajuda a otimizar seus resultados, seja pela melhor gestão de tempo, tomadas de decisões, ou outros aspectos influenciados pelo MRP. Desde o marketing, até à produção industrial, diversas áreas podem se beneficiar desse sistema.

Em todo caso, preparamos este artigo para falar um pouco mais sobre essa metodologia, mostrando o seu funcionamento. Confira a seguir!

MRP: o que é esse sistema?

MRP é uma metodologia que te permite ter mais controle sobre o processo produtivo da sua empresa, em diferentes áreas. Ele preza pelo controle de recursos necessários para se colocar uma estratégia em prática, por exemplo, para que não haja desperdício.

Além disso, por meio desse sistema, você consegue delimitar o tempo certo para conseguir determinados insumos. Para quem atua na área industrial, isso é essencial para definir o tempo de produção de um produto que já esteja agendado para vendas.

De toda forma, essa metodologia também pode ser aplicada no marketing digital, devido à sua flexibilidade. Ao fazer uma campanha, você pode delimitar recursos e o tempo que ela ficará em vigor utilizando o sistema MRP.

Em todo caso, com o MRP você consegue melhorar a sua gestão de necessidades, o que se reflete em um aumento no número de clientes. A excelência nas vendas de um produto de qualidade vai ajudar o seu negócio a se destacar dentro do mercado atual.

Por que utilizar o sistema MRP?

Você deve utilizar o sistema MRP porque ele torna possível otimizar os seus recursos enquanto diminui os custos. Isso acontece porque, por meio dele, você sabe exatamente quanto deve gastar, sem desperdícios no momento do seu planejamento.

Além disso, todos os processos internos da sua organização podem fazer uso do sistema MRP, e não apenas uma área ou outra. O marketing, por exemplo, pode ter uma visão mais clara sobre o impacto de cada ação ao fazer uso dessa metodologia.

Enfim, para começar a fazer uso desse sistema, é preciso, primeiro, fazer um levantamento dos materiais necessários, além da quantidade. Por recursos, não estamos falando necessariamente de madeira ou metal, mas também de dinheiro, por exemplo.

Com os materiais em mãos, você consegue montar um plano de produção para dar início à sua estratégia. Nos próximos tópicos vamos falar um pouco mais sobre cada um desses pontos, para que compreenda como o MRP funciona na prática.

O que compõe o sistema MRP?

O sistema MRP, de maneira geral, é composto de duas etapas básicas, que nos ajudam a entender seu funcionamento na prática. Por mais que elas não sejam a metodologia em prática, ainda assim, são importantes para que ela funcione.

Abaixo, vamos falar um pouco mais sobre cada uma delas, para que você entenda melhor como o MRP pode auxiliar sua empresa. Confira abaixo para saber como o sistema ajuda a garantir uma produção sem maiores desperdícios para sua empresa!

Plano de produção

O plano de produção, também chamado de plano mestre de produção, é onde é definido o que será produzido. Aqui é onde fazemos o levantamento de tudo o que será necessário para que a sua estratégia alcance os resultados esperados de fato.

Essa etapa é essencial para que você não cometa equívocos e acabe enfrentando problemas no futuro por falta de planejamento. É aqui que você vai definir, por exemplo, o montante do produto que será comercializado pela sua loja.

Um exemplo de aplicação dessa etapa nós podemos notar ao imaginar uma loja que vende a partir do que os clientes solicitam. Com esse levantamento, você consegue planejar prazos, quantas mercadorias serão entregues, entre outros dados.

De toda forma, nessa fase conseguimos estimar como será a sua produção e o que será necessário para que ela aconteça. Antes mesmo da compra e da necessidade de materiais, o seu planejamento precisa abarcar o que deve ser feito com eles.

Materiais

Após definir o seu plano mestre de produção, chegou o momento de fazer a aquisição dos materiais necessários para iniciar a operação. Já sabendo o que será vendido, e quanto será vendido, fica mais simples realizar a compra dos seus insumos.

Além disso, como já citamos, você também já deve ter estabelecido os prazos de entrega para os seus clientes. Dessa maneira, é possível trabalhar de maneira confortável, sem exigir demais da sua equipe, e mantendo um padrão de produção.

Em todo caso, sabendo exatamente quanto é necessário produzir, o seu time vai acabar economizando recursos nas compras. Isso porque, essa prática evita desperdícios e maximiza os materiais que poderiam acabar sendo desperdiçados.

Trabalhar com exatidão é sempre algo poderoso e que vai evitar que os seus recursos sejam mal gastos. Porém, muito cuidado para não acabar levando em consideração uma possível margem de erro e ficando sem ter como entregar o que o cliente espera.

Como preparar os dados para fazer o MRP?

Agora que já conhecemos como o MRP é composto, vamos falar sobre como colocá-lo em prática. Para isso, é necessário preparar os dados que irão servir de base para que a sua atuação tenha os resultados esperados no momento da implementação.

Por isso, preparamos algumas dicas que podem ajudar o seu negócio a fazer bom uso do sistema MRP. Dependendo da estrutura da sua empresa, algumas etapas podem ser adaptadas, porém, no geral, todas as companhias acabam percorrendo o mesmo caminho.

Enfim, confira abaixo algumas dicas para te ajudar a implementar o MRP na sua empresa!

Definindo a estrutura

O primeiro passo para começar a implementar o sistema MRP é estabelecer quais insumos serão necessários para a sua produção. Lembrando que, se não estivermos falando de algo material, como uma campanha de marketing digital, insumos podem ser algo além de madeira, metal, etc.

De toda forma, o levantamento deve levar em consideração todas as etapas necessárias até que o produto esteja pronto. Também é importante sempre contar com um pequeno estoque, em caso de perda de material ou para lidar com algum erro.

Em todo caso, definir a estrutura básica para você conseguir trabalhar é essencial para o sucesso da sua operação. Como primeira etapa para implementar o sistema MRP, essa fase é indispensável para o sucesso dessa metodologia.

mrp - interna

Estoque deve ser analisado

O sistema MRP trabalha com exatidão, ou seja, você adquire os insumos exatos para garantir a sua produção. Isso pode levar alguns empreendedores a acreditarem que não é necessário fazer a montagem de um estoque, porém, isso é um equívoco.

É muito importante que, para que o sistema MRP funcione da forma esperada, você tenha um estoque mínimo. Isso garante que o cliente, ao entrar em sua loja, consiga ser atendido e realizar a compra que deseja.

Para isso, você deve analisar o seu histórico de vendas e verificar qual é a demanda vigente para determinada época do ano, por exemplo. Dessa forma, sua empresa pode montar um pequeno estoque de certos produtos.

De toda forma, é sempre importante contar com uma reserva mínima disponível para garantir o atendimento de todos os seus clientes. Perder vendas por falta de material para ser vendido é um erro que os empreendedores não podem cometer.

Esteja atento aos prazos de serviços

É interessante que, para evitar desgaste na relação com o seu cliente, você tenha o que chamamos de “lead time’ bem claro. Quando falamos sobre esse conceito, estamos abordando o tempo em que o pedido é feito, e o que ele leva para ser entregue.

Por exemplo, vamos imaginar que o seu cliente acessou a sua loja virtual e fez um pedido que leva cerca de 4 dias para ser produzido. Além disso, seriam necessários mais 4 dias para fazer a entrega, ou seja, o lead time deveria ser de, no mínimo, 8 dias.

Porém, no seu site, você garante que todas as entregas são feitas em até 2 dias. Percebe o problema que a falta de planejamento de prazos acaba criando para sua empresa? Por esse motivo, é necessário sempre analisar a situação de cada uma das mercadorias.

Em todo caso, seja sempre transparente em relação ao prazo de entrega de todos os produtos que estão disponíveis. É melhor que a sua empresa mostre o tempo que leva para que tudo seja feito do que prometer algo e acabar enganando os consumidores.

Monitore a sua atuação

Um ponto que não pode ser ignorado pela sua equipe durante a implementação do sistema MRP é o monitoramento da atuação. Sem verificar os resultados que estão sendo conquistados, o seu negócio pode acabar tendo que enfrentar problemas.

Isso porque, pode ser que algum erro tenha sido cometido em alguma etapa do planejamento, por exemplo. Com o monitoramento da sua atuação, é possível identificar onde isso aconteceu, e então, criar ações para corrigir os equívocos.

Essa prática ajuda a evitar atrasos no envio dos produtos para os seus clientes, o que é positivo para a reputação do seu negócio. Prezar pela excelência é o básico para tornar a sua loja mais competitiva dentro do mercado atual.

Em todo caso, é simples entender o motivo pelo qual o processo de monitoramento deve ser feito de maneira constante. Por isso, não deixe de criar uma periodicidade para garantir que o seu time tenha condições de se ajustar ao cenário que for necessário.

Quais são as vantagens de utilizar o sistema MRP?

Contar com o sistema MRP na sua empresa pode te ajudar a usufruir de uma série de benefícios interessantes. Seja na melhora do planejamento, ou ainda otimizando processos internos, tudo isso pode ser aproveitado pelo seu negócio.

Em todo caso, todos os benefícios só podem ser aproveitados se a sua estratégia for bem elaborada e monitorada. Não esqueça de sempre verificar se ela está apresentando os resultados esperados, até para não ter uma falsa impressão de sucesso na sua empresa.

Enfim, abaixo listamos algumas das principais vantagens de se utilizar o sistema MRP dentro da sua empresa. Confira!

Melhora no planejamento

Se você deseja contar uma melhora no seu planejamento, o sistema MRP pode ser um poderoso aliado. Por meio dele, você consegue organizar a sua produção de maneira eficiente, o que impacta diretamente em outras áreas da sua empresa.

Durante a elaboração do seu plano de produção, você já terá ciência de quanto material, exatamente, será necessário para produzir. Se o acompanhamento for feito de perto, os gestores sempre irão saber, em tempo real, o que está acontecendo.

Sendo assim, o sistema MRP ajuda a visualizar a situação da sua empresa de maneira organizada, sem etapas “obscuras’. Dessa forma, se algo não está funcionando da forma esperada, é simples conseguir identificar onde as falhas estão.

De toda forma, é interessante que você conte com soluções tecnológicas que ajudem a automatizar certos procedimentos. Verificar o estoque da empresa por meio de um software, por exemplo, é mais simples do que enviar um funcionário para checar presencialmente.

Processamento rápido

O sistema MRP centraliza as informações da empresa, o que ajuda no processo de consulta de dados importantes. Dessa forma, o seu time consegue manter um fluxo acelerado de trabalho, afinal de contas, tudo está presente no mesmo canal.

Isso acaba influenciando diretamente na otimização de tempo em relação ao processamento das informações. A consequência positiva é que isso acelera os seus procedimentos internos, ajudando a tornar sua empresa mais eficiente.

Em todo caso, dependendo da forma como você coloca o MRP em prática, você consegue automatizar uma série de tarefas. Isso ajuda a diminuir erros internos e fazer com que o processo de produção se torne ainda mais fluido.

De toda forma, no sistema MRP os gestores responsáveis precisam se preocupar apenas em analisar os dados que são coletados e tomar as melhores decisões. O seu negócio, com a metodologia certa, pode funcionar de maneira muito mais otimizada.

Otimização de recursos

Por meio do sistema MRP, como já dissemos, você sabe exatamente quanto material será necessário para a sua produção. Dessa maneira, é possível ter um controle maior sobre os seus processos, apresentando informações com grande precisão.

Dessa maneira, você ganha eficiência e evita que desperdícios na produção acabem acontecendo. A sua empresa ganha a oportunidade de otimização de recursos, graças à precisão de todos os dados levantados pela sua equipe.

Em todo caso, com essa abordagem, seu time não compra material a mais, e nem deixa que os insumos necessários fiquem em falta. Ou seja, a otimização não é relacionada apenas aos produtos, mas também, ao dinheiro investido.

Por fim, também é interessante que você conte com um sistema de gestão, para tornar a metodologia MRP ainda mais eficaz. Quanto mais simples for visualizar os dados, melhor será para seu negócio, e por isso, não deixe de utilizar a tecnologia a seu favor.

Tomada de decisões

Por meio do sistema MRP você consegue verificar as informações mais importantes sobre o seu processo produtivo em geral. Dessa forma, é criado um cenário onde você tem totais condições de tomar as decisões mais assertivas para a sua empresa.

Seja para evitar desperdícios, ou fazer mudanças para aumentar a qualidade do seu produto, os gestores terão os dados para decidirem o melhor. Isso, mesmo que indiretamente, pode ser usado para você conseguir vender mais.

Em todo caso, conhecer a fundo a produção da sua empresa, verificando os dados mais relevantes, ajuda a melhorar também o seu estoque. Sem desperdícios, você pode realizar uma gestão mais eficaz e que garante o melhor uso dos seus recursos.

De maneira geral, o MRP torna possível que você tome decisões de forma mais assertiva, transmitindo maior confiança no processo. Tudo é baseado nas informações que você elaborou no plano mestre, então, capriche bastante nessa etapa.

Redução de gastos

Como vimos, o sistema MRP ajuda você a diminuir erros, evitar desperdícios, entre outras ações positivas. Sendo assim, não é difícil compreender que ele, de maneira geral, faz com que a sua empresa reduza gastos, o que é excelente para o seu planejamento financeiro.

O sistema leva em consideração os materiais utilizados, o seu valor, entre outros pontos importantes. Isso, em geral, te ajuda a economizar, já que você pode comparar fornecedores e garantir o melhor preço para a sua produção de maneira geral.

De toda forma, como já citamos, o MRP também ajuda na redução do volume que está no estoque da sua loja. Isso pode parecer pouco, porém, a longo prazo, representa uma excelente economia para a empresa, que pode usar um espaço menor para atuar.

As economias do sistema MRP são significativas para as empresas, e por isso, essa metodologia vem se tornando mais popular no mercado. Independentemente da área, os seus ensinamentos podem ser aplicados para garantir melhores resultados.

Por fim, não deixe de adotar a metodologia se você pretende otimizar os processos internos da sua empresa. Por mais que seja necessário se adaptar às mudanças, o sistema MRP torna possível contar com excelentes resultados no universo do empreendedorismo.

Leia também:

Logística colaborativa: o que é e como funciona?

Como aplicar o PCP – Planejamento e Controle de Produção?

Estoque mínimo: o que é e qual a sua importância?

Americanas Marketplace

Somos a plataforma para você vender seus produtos nas principais lojas virtuais do país: Americanas, Submarino, Shoptime e Americanas Empresas. Aqui seu negócio vai mais longe!

veja ainda:

esg - destaque

O que é ESG? Entenda a importância e como adotar

Adotar práticas ESG não é apenas uma tendência corporativa, mas uma necessidade urgente para empresas que buscam sustentabilidade e responsabilidade […]

recrutamento - destaque

Recrutamento: quais os tipos mais comuns e como fazer?

O recrutamento e seleção de novos funcionários é uma etapa que todo empreendedor vivencia ou irá vivenciar. Mas é preciso […]

customer experience - destaque

Customer experience: o que é, importância e aplicação

O foco em customer experience ajuda a fidelizar seus clientes e melhorar a relação deles com a sua marca A […]