Tabela de frete: como funciona e como gerenciá-la?

por Americanas Marketplace

1 de junho de 2023

 O frete desempenha um papel fundamental na definição do preço adequado dos produtos e na elaboração de estratégias para conquistar e manter clientes.

Uma tabela de frete é um documento que estabelece os valores cobrados por uma transportadora para a prestação de serviços de transporte de cargas, com base em diversas variáveis, como distância percorrida, tipo de carga ou veículo utilizado. 

Ela serve como um guia para os clientes que desejam obter cotações e simulações de frete, além de ser uma referência para a própria transportadora estabelecer seus preços competitivos no mercado. A tabela de frete é uma ferramenta importante para garantir a eficiência e lucratividade das operações.

Como funciona uma tabela de frete?

A tabela de frete pode variar de transportadora para transportadora, mas geralmente envolve a consideração de diversos fatores para determinar o preço cobrado pelo serviço de transporte de carga. Alguns dos principais fatores que podem influenciar o cálculo do frete são:

  • Distância percorrida: quanto maior a distância percorrida, maior tende a ser o preço do frete;
  • Tipo de carga: cargas mais pesadas ou volumosas podem ter um preço mais elevado;
  • Tipo de veículo utilizado: o tipo de veículo escolhido para o transporte pode afetar o preço do frete;
  • Região geográfica: algumas regiões podem ter preços de frete mais elevados devido a fatores como dificuldade de acesso ou pouca oferta de transportadoras.

Com base nessas variáveis e outras possíveis, a transportadora pode estabelecer uma tabela de preços para os seus serviços de transporte de carga. Essa tabela pode ser disponibilizada para os clientes, que podem consultar os preços de acordo com as características da sua carga e das suas necessidades de transporte. É importante ressaltar que a tabela de frete deve ser atualizada periodicamente para se adaptar às variações de mercado e de custos da transportadora.

O que deve ser considerado na hora de criar uma tabela de frete?

A elaboração de uma tabela de frete eficiente deve levar em consideração diversos fatores que podem impactar os custos da transportadora e os preços praticados no mercado. Alguns desses fatores incluem:

Custos operacionais

É importante que a transportadora considere todos os custos envolvidos na prestação de serviços de transporte, como combustível, manutenção de veículos, salários de funcionários, entre outros.

Tipo de carga

O tipo de carga transportada pode influenciar diretamente o custo do frete, sendo necessário considerar características como peso, dimensões, fragilidade e tipo de armazenamento.

Distância

A distância percorrida é um dos principais fatores que influenciam no valor do frete, sendo importante considerar a rota e as condições da estrada para definir o preço adequado.

Região geográfica

O custo do frete pode variar de acordo com a região geográfica, devido a diferenças nos custos operacionais e de concorrência.

Tipo de veículo

O tipo de veículo utilizado para o transporte da carga também pode influenciar no preço do frete, levando em conta fatores como capacidade de carga, eficiência energética, entre outros.

Concorrência

A transportadora deve estar atenta aos preços praticados pela concorrência para se manter competitiva e garantir a lucratividade das operações.

Prazo de entrega

O prazo de entrega é outro fator importante a ser considerado na elaboração da tabela de frete, já que pode influenciar no preço do serviço.

Demanda

A demanda por serviços de transporte também pode influenciar no preço do frete, sendo importante considerar a sazonalidade e outros fatores que podem afetar a procura pelos serviços da transportadora.

Ao levar em conta esses fatores e outros relevantes para o seu negócio, a transportadora pode elaborar uma tabela de frete eficiente e competitiva, que atenda às necessidades dos clientes e garanta a lucratividade das operações.

Como montar uma tabela de frete

Para montar uma tabela de frete eficiente, é preciso considerar algumas etapas. Confira nosso passo a passo:

1 – Analise os custos envolvidos

Antes de tudo, você precisa fazer um levantamento detalhado de todos os custos envolvidos no transporte de cargas, incluindo custos com combustível, manutenção de veículos, pedágios, tributos, entre outros.

2 – Defina uma margem de lucro

Com base nos custos envolvidos, é possível definir uma margem de lucro desejada. É importante que essa margem seja suficiente para garantir a sustentabilidade do negócio, mas sem afetar demasiadamente o preço do frete.

3 – Defina critérios para a precificação

É preciso estabelecer critérios claros para a precificação do frete, levando em conta as variáveis mencionadas anteriormente, como distância percorrida, tipo de carga, peso e volume da carga, prazo de entrega, entre outros.

4 – Analise a concorrência

É importante avaliar a tabela de frete praticada pela concorrência, para ter uma referência de preços do mercado. Essa análise pode ajudar a definir uma política de preços mais competitiva.

5 – Elabore a tabela de frete

Com base nas etapas anteriores, é possível elaborar a tabela de frete, que deve incluir valores para diferentes tipos de carga, distâncias percorridas, prazos de entrega, entre outras variáveis relevantes.

tabela de frete - interna

6 – Atualize a tabela regularmente

É importante revisar a tabela de frete periodicamente, para garantir que ela continue adequada aos custos e às condições do mercado.

Lembre-se que a elaboração de uma tabela de frete eficiente pode exigir o apoio de profissionais especializados em logística e transporte, para garantir que todos os aspectos relevantes sejam considerados.

Os softwares também contribuem para que o gestor desenvolva um processo de transporte e entrega mais minucioso, levando em conta todas as variáveis relevantes e definindo as rotas mais eficientes.

Além disso, os softwares podem disponibilizar tabelas de frete atualizadas, que auxiliam a empresa a otimizar os preços de seus produtos e serviços.

Taxas adicionais das tabelas de frete 

Para além do frete base, as tabelas de frete podem incluir outras taxas que influenciam no valor final do serviço. Algumas dessas taxas são:

  • Ad Valorem: uma porcentagem que pode variar de acordo com a distância, localização e tipo de mercadoria, que incide sobre o valor da nota fiscal, com o objetivo de cobrança de valores relacionados à segurança da carga durante o transporte.
  • Gris: também relacionada a medidas que a transportadora toma para prevenção de roubos das mercadorias. Cobra-se um percentual de, no mínimo, 0,3% sobre o valor da nota fiscal.
  • Taxa de Restrição ao Trânsito (TRT): algumas cidades apresentam restrições quanto à circulação de veículos em determinados períodos. Essa taxa é cobrada para ressarcir qualquer custo extra no caso da necessidade de entregas durante esses períodos.
  • Taxa de dificuldade de entrega (TDE): cobra-se essa taxa quando o destino se encontra em um local de difícil acesso ou para cargas com maior complexidade para os embarques e desembarques.
  • Taxa mínima: é um valor cobrado para cargas muito abaixo do peso ideal, principalmente quando o valor cubado também é baixo. Assim, as transportadoras podem estabelecer uma taxa mínima para os serviços prestados, a fim de não terem prejuízo.
  • Pedágio: valores cobrados pelo governo para a circulação dos veículos nas rodovias. As taxas variam de acordo com o percurso.

Como calcular o preço de um frete 

Para calcular o preço de um frete, é necessário levar em consideração diversos fatores, como peso, dimensões da carga, distância percorrida, tipo de veículo utilizado e outras taxas que podem incidir sobre o transporte.

Para exemplificar o cálculo do preço de um frete usando uma tabela de frete, vamos considerar um cenário fictício com as seguintes informações:

Situação:

  • Origem: São Paulo/SP
  • Destino: Rio de Janeiro/RJ
  • Tipo de carga: eletrônicos
  • Peso: 100 kg
  • Dimensões: 1 metro cúbico (1m x 1m x 1m)

Consultando a tabela de frete:

Com base nesses dados, podemos consultar a tabela de frete da transportadora escolhida e verificar qual é o valor do frete para esse tipo de carga e distância percorrida.

Suponha que a tabela de frete da transportadora indique um valor de R$ 3,00 por quilômetro rodado, mais uma taxa de R$ 50,00 para o tipo de carga eletrônica. Além disso, a tabela também informa uma taxa adicional de 10% para a taxa Ad Valorem, que incide sobre o valor da nota fiscal.

Calculando o frete:

Para calcular o preço do frete, basta multiplicar a distância percorrida pela taxa por quilômetro rodado e somar as taxas adicionais. Nesse caso, vamos supor que a distância entre São Paulo e Rio de Janeiro é de 400 km:

Preço do frete = (distância x taxa por km rodado) + taxa adicional de carga + taxa adicional Ad Valorem

Preço do frete = (400 x 3,00) + 50,00 + (10% x valor da nota fiscal)

Supondo que o valor da nota fiscal é de R$ 5.000,00, temos:

Preço do frete = (1.200,00) + 50,00 + (10% x 5.000,00)

Preço do frete = 1.200,00 + 50,00 + 500,00

Preço do frete = R$ 1.750,00

Assim, o preço do frete para essa carga seria de R$ 1.750,00, de acordo com a tabela de frete consultada. Vale lembrar que os valores podem variar de acordo com a transportadora, as características da carga e outros fatores que devem ser considerados no cálculo do frete.

E se eu não utilizar uma tabela de frete?

Se você não utilizar uma tabela de frete, pode acabar tendo prejuízos financeiros ou perder competitividade no mercado de transporte de cargas.

Sem uma tabela de frete, pode ser difícil precificar corretamente seus produtos e serviços, o que pode resultar em preços muito altos que afastam os clientes ou preços muito baixos que prejudicam a rentabilidade da sua empresa.

Além disso, sem uma tabela de frete, pode ser difícil concorrer com outras empresas de transporte de cargas que utilizam tabelas de frete atualizadas e precisas para precificar seus serviços de forma mais competitiva.

Por isso, é importante ter uma tabela de frete atualizada e bem elaborada para que você possa garantir uma precificação adequada e competitiva para seus serviços de transporte de cargas.

A tabela de frete é um elemento crucial para o desempenho efetivo das operações de entrega, uma vez que serve como referência para os preços praticados pelo mercado, proporcionando competitividade e precisão nas cotações e simulações de frete. Portanto, é fundamental estar atento aos fatores relevantes para elaborar uma tabela eficiente.

Tabela de frete nos marketplaces

Muitos canais de marketplace disponibilizam soluções de entrega para seus lojistas utilizarem na entrega de itens leves: basta postar o item em uma agência credenciada que o canal se responsabiliza pela entrega ao consumidor. Neste caso, o lojista se beneficia de um cálculo automático de frete que estes marketplaces já oferecem aos clientes. 

Por outro lado, lojistas que vendem produtos pesados ou dimensões superiores àquelas aceitas pelos marketplaces irão precisar contratar uma solução própria de logística. Nestes casos, será preciso redobrar a atenção quanto à tabela de frete, pois cada lojista deverá criar e subir suas próprias informações, garantindo que o cliente possa simular o valor da entrega e finalizar o pedido.

Leia mais:

Frete: valor da entrega no carrinho de compras é principal motivo de desistência

Como ter frete e prazo de entrega competitivo no sudeste com CNPJ de outra região?

Frete grátis: entenda como o benefício pode impulsionar as suas vendas online

Americanas Marketplace

Somos a plataforma para você vender seus produtos nas principais lojas virtuais do país: Americanas, Submarino, Shoptime e Americanas Empresas. Aqui seu negócio vai mais longe!

veja ainda:

multicanais - destaque

Multicanais: como manter uma estratégia de vendas integrada?

As vendas multicanais já são uma realidade do varejo. E com uma estratégia bem elaborada de integração, os lojistas podem […]

reclame aqui - destaque

Reclame Aqui: o que é e como zelar pela sua reputação no site?

Reclame Aqui é o espaço para o cliente manifestar contratempos com alguma marca. Veja como se destacar e zelar pela […]

importar da china - destaque

Como importar da China?

Importar da China já virou realidade para muitos varejistas. Veja como fazer isso garantindo segurança e boa negociação! Importar da […]